Home Contec Online Bancários de Cascavel participam do dia de mobilização contra reformas trabalhista e previdenciária

Bancários de Cascavel participam do dia de mobilização contra reformas trabalhista e previdenciária

0
125


Diretores do Sindicato dos Banc√°rios de Cascavel est√£o realizando a panfletagem durante o dia nos bancos

Nesta sexta-feira (10), os cerca de 1.000 bancários, distribuídos em aproximadamente 40 agências de Cascavel, estão recebendo folhetos alusivos ao dia nacional de mobilização contra as reformas trabalhista e previdenciária. A data foi convocada nacionalmente pelas centrais sindicais. Em Cascavel, a ação está sendo realizada pelo Sindicato dos Bancários, que através de seus diretores, está visitando os locais de trabalho e também fazendo panfletagem nas portas dos bancos.

O presidente do Sindicato dos Banc√°rios de Cascavel e Regi√£o e da Federa√ß√£o da classe no Paran√°, Gladir Basso, afirma que, com esta iniciativa, o movimento sindical trabalhista nacional quer a revoga√ß√£o da Lei 13.467, de 13 de julho de 2017, que alterou a CLT (Consolida√ß√£o das Leis do Trabalho), aprovada pelo Congresso Nacional este ano e sancionada pelo presidente da Rep√ļblica em julho passado. As altera√ß√Ķes entram em vigor neste dia 11 de novembro, 120 dias ap√≥s a san√ß√£o presidencial.

Entre as principais mudan√ßas impostas pela reforma trabalhista, Gladir cita o acordado sobre o legislado, em que a negocia√ß√£o entre patr√Ķes e empregados prevalecer√° sobre a lei em pontos como parcelamento das f√©rias, flexibiliza√ß√£o da jornada, participa√ß√£o nos lucros e resultados, intervalo de almo√ßo, plano de cargos e sal√°rios e banco de horas. ‚ÄúIsso √© um retrocesso das rela√ß√Ķes do trabalho no Pa√≠s‚ÄĚ, sentenciou o dirigente sindical banc√°rio.

PREVIDÊNCIA
Em rela√ß√£o √† reforma da Previd√™ncia proposta pelo Governo Temer e que j√° se encontra no Congresso Nacional para ser discutida e votada, Gladir cita que essas mudan√ßas pretendidas pelo atual governo ‚Äúv√£o tirar direitos e conquistas hist√≥ricas dos trabalhadores‚ÄĚ. Um dos pontos negativos desta reforma previdenci√°rias ‚Äú√© o que aumenta a idade m√≠nima para 62 anos para mulheres e 65 anos para homens para que os trabalhadores obtenham a aposentadoria‚ÄĚ.

Fonte: SEEB-Cascavel – Fotos: J√ļlio Miotto

Diretoria Executiva da CONTEC

Veja Também

Sugest√£o

Santander é condenado a indenizar ex-funcionário que fazia transporte de valores

Banco tamb√©m ter√° que pagar horas extras decorrentes da inobserv√Ęncia do intervalo remuner…