Home Informe por Banco Ita̼ Inf.17/878 РReunịo do COE Ita̼-Unibanco em Ponta Grossa (PR)

Inf.17/878 РReunịo do COE Ita̼-Unibanco em Ponta Grossa (PR)

0
435

Nesta manhã de quinta-feira (13/07) aconteceu, em PontaGrossa (PR), mais uma reunião do COE Itaú-Unibanco. Estiveram presentes coordenando as atividades, pela representação dos funcionários: a diretora de Finanças da CONTEC, Rumiko Tanaka; o presidente da Feeb PR, Gladir Basso; o presidente da SEEB Ponta Grossa, Gilberto Lopez Leite; o presidente do Seeb Goiás, Sergio Luiz da Costa; entre outros. Representando o Banco Itaú, o Gerente de Relações do Trabalho, Romualdo Garbos; e os senhores Marco Aurélio de Oliveira e Fernanda Santos Nascimento (ambos do setor de Relações Sindicais do Itaú-Unibanco).

Após apresentações iniciais e do reforço da importância de um canal diálogo sempre aberto com o movimento sindical, vários assuntos de interesse dos funcionários foram tratados. Abaixo pontuaremos cada um deles:

. Novos valores para a Comissão de Conciliação Prévia (CCP) – o banco divulgou novos valores na forma de tabela progressiva iniciando em R$680. O presidente da FEEB PR, Gladir Basso ressaltou a interferência externa de escritórios de advocacia, que muitas vezes ficam sabendo de desligamentos de empregados e, se antecipam inviabilizando a realização de CCP´s. O Banco informou que está envidando muitos esforços para combater este fato e admitiu ter conhecimento que tais fatos acontecem.

.Credenciamentos no Plano de Saúde – a representação dos trabalhadores apresentou vários problemas de credenciamento dos planos de saúde, principalmente em cidades menores e, solicitou ao banco uma revisão ampla nos credenciados para solucionar o problema. Na ocasião, foi enfatizado o fato do funcionário ter de se deslocar até 100km para obter atendimento médico. O banco ponderou que hoje o plano atende 300.000 vidas e que gostaria de uma reunião específica para debater em detalhes os problemas, afim de encontrar  soluções para melhorar o credenciamento.

. Metas/Assédio Moral – As entidades sindicais criticaram ainda a forma de distribuição das metas. Isto porque, atualmente, para cidades de portes diferentes, o banco exige metas iguais. Nestes casos, as regiões menores possuem limitadores, que dificultam o cumprimento de metas. Por isto, foi solicitado que o banco avalie a possibilidade de regionalizar as metas de acordo com o porte da agência e localização geográfica.

O banco recebeu a reivindicação e se comprometeu em analisar, o Sr. Romualdo Garbos sugeriu a realização de uma reunião específica com o pessoal responsável pela elaboração das metas.

. Transferências – O Movimento Sindical questionou duramente os casos de trocas de lotação entre funcionários e enfatizou que muitas vezes também se caracteriza, nestes casos, assédio moral. Quando isso acontece muitos problemas recorrentes surgem, pois muitas vezes aparenta inclusive que tais transferências acontecem com objetivo de desmotivar bons empregados. O banco recebeu a reivindicação e se comprometeu em analisar.

. CAT – o presidente da Feeb PR,  Gladir Basso questionou o banco sobre casos em que os gestores se negam a abrir a CAT, como por exemplo, em assaltos. Gladir reforçou que nestes casos o trauma é muito grande mesmo quando não acontecem lesões. Também destacou a importância do apoio amplo do Banco no registro dos boletins de ocorrência junto à autoridade policial em todos os casos de assalto.

Foi apresentada a sugestão de tratar este tema na comissão de saúde do trabalhador. O Banco também relatou que a diretriz do Itaú nestes casos exige a existência de um parecer médico para emissão da CAT.

. Vacinação Anual – Dirigentes Sindicais solicitaram que o banco viabilize antecipação da vacinação para os funcionários, principalmente, para aqueles lotados nos estados do sul. Pois nessa região, o clima frio e mais intenso, desencadeia casos de gripe antes da vacinação

. Taxa de juros para funcionário – Também foi reivindicado uma diferenciação (redução) nas taxas de juros para funcionários do banco. O banco acatou a reivindicação e se comprometeu em avaliar o pedido e retornar.

O Banco Itaú-Unibanco acolheu todas as reivindicações, se comprometendo em rever as situações e melhorar cada vez mais os canais de comunicações com as entidades sindicais.

Alem dos coordenadores mencionados, também estiveram presentes na reunião: o presidente do Seeb Maringá, Claudecir de Oliveira Souza; os diretores da Seeb Maringá Edson Jose Mosca e José Carlos Leopoldino; o diretores do Seeb Ponta Grossa, Marcos Aurelio de Souza, Julio Cesar Marenda, Carlos Ferreira Kravicz, Marcos Antonio Costantin, José Mário Pirolo Junior, Glicério Fernando da Silva, Marcelo Nedival Swiech e Osmar Javorski; o presidente do  Sindicato dos Bancários do Sudoeste, Waldir Souza de Oliveira; o diretor do Sindicato dos Bancários do Sudoeste, Ademir José Basso; o presidente do Sindicato dos Bancários de União da Vitória, Dirceu Rogério Candido, acompanhado da diretora Mafalda Riese Mayer; além dos  diretores da FEEB Paraná, Edson Capinski e Iara Freire.

 

Diretoria Executiva da CONTEC

Veja Também

Sugestão

CONTEC participa de reunião da UNI MULHERES BRASIL

A CONTEC, representada pela diretora de Finanças da entidade, Rumiko Tanaka, participou de…