Home Informe por Banco Caixa Econômica Inf.17/890 – Caixa reabre PDVE e quer tirar mais 5 mil empregados

Inf.17/890 – Caixa reabre PDVE e quer tirar mais 5 mil empregados

2
3,928

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta sexta-feira (14), a reabertura do Programa de Demissão Voluntário Extraordinário (PDVE). No primeiro semestre, 4.645 empregados deixaram o banco. Desta vez, a meta da direção é desligar mais de 5 mil bancários.

O prazo para aderir a nova fase do PDVE começa nesta segunda-feira (17) e vai até 14 de agosto. As condições para aderir ao plano são as mesmas da etapa anterior: estar aposentado pelo INSS ou comprovar condição de se aposentar até 31 de dezembro; ter 15 anos ou mais de serviços prestados a Caixa ou estar com função incorporada até a data do desligamento. Nesse último caso, não há exigência de tempo mínimo de serviço.

Para tornar atrativo o PDVE, a Caixa oferece aos empregados 10 salários líquidos a título de indenização. Esse valor é limitado a 500 mil reais.

SAÚDE CAIXA

Em relação ao plano de saúde, o PDVE faz a seguinte divisão: por prazo indeterminado (vitalício) e por prazo determinado (24 meses). Serão contemplados com o Saúde Caixa de forma vitalícia, os empregados aposentados pelo INSS durante a vigência do contrato de trabalho com a Caixa; os admitidos já na condição de aposentados pela previdência com o mínimo de 120 meses de contribuição para o plano e aqueles não aposentados na data do desligamento, mas que venham a se aposentar até 31 de dezembro.

Os que terão direito a 24 meses do Saúde Caixa são os não aposentados até 31 de dezembro, aqueles com menos de 15 anos de banco e os aposentados que contribuíram com menos de 120 meses para o plano.

TÍQUETE ALIMENTAÇÃO

Ao aderir o PDVE, o empregado deixa de receber o tíquete. Não há nenhuma prorrogação ou indenização no prevista no plano.

Diretoria Executiva da CONTEC

 

Veja Também

Sugestão

Bancos e operadoras de telefonia são campeões em ações judiciais, diz CNJ

Pesquisa revela que em quatro dos sete tribunais pesquisados, dez empresas concentravam 50…