Home Informe por Banco Caixa Econômica Sindicato de Maringá realiza protesto por Caixa 100% pública

Sindicato de Maringá realiza protesto por Caixa 100% pública

0
167

Querem privatizar a Caixa Econômica Federal. Já está em discussão no Governo a abertura do capital para a participação  privada. Ou seja, esta instituição financeira poderia passar  a contar com a participação inclusive de bancos privados.
E isso não podemos permitir. A Caixa é patrimônio de todos os brasileiros. Foi criada em 12 de janeiro de 1861, por decreto de Dom Pedro II. Desde então este banco sempre esteve presente na trajetória de desenvolvimento do nosso país, na vida de todos os brasileiros.

E agora, sob este Governo,  a Caixa sofre a ameaça de privatização. E porque rechaçamos isso? Por que sabemos que nenhum banco privado cumprirá o papel desempenhado pela Caixa Econômica Federal, que possui atualmente mais de 3,2 mil agências e quase 100 mil funcionários.

Quem financiará, por exemplo, a casa própria para famílias de baixa renda, a microempresa, o financiamento estudantil? Quem investirá em tratamento de água, esgoto para os pequenos municípios, entre tantos programas sociais e de infraestrutura? Quem pagará os benefícios aos trabalhadores, como seguro desemprego, PIS, Fundo de Garantia, abonos?

Além disso, por que privatizar uma empresa que está dando tanto lucro para os próprios cofres do governo? Somente nos primeiros seis meses deste ano foram mais de R$ 4 bilhões.

Há ainda outros números que ajudam a reforçar nosso argumento em favor da Caixa 100% pública. No primeiro semestre de 2017, a carteira imobiliária da Caixa somou R$ 421,4 bilhões, com o banco ganhando 1,3 pontos percentuais de participação no mercado imobiliário, mantendo a liderança com 68,1%. Já as operações de saneamento e infraestrutura cresceram 5,3% no período, com a carteira atingindo os R$ 79,9 bilhões.

Entre janeiro e junho de 2017, foram pagos cerca de 78,5 milhões de benefícios sociais, num total de R$ 14,2 bilhões, sendo R$ 13,7 bilhões referentes ao Bolsa Família. Em relação aos programas voltados ao trabalhador, a Caixa realizou 196 milhões de pagamentos, que totalizaram R$ 176,6 bilhões.
Também foram realizados 33,7 milhões de pagamentos de aposentadorias e pensões aos beneficiários do INSS, correspondendo a R$ 40,7 bilhões. Ao final de junho, o banco possuía 84,1 milhões de correntistas e poupadores.
Portanto, somos totalmente contrários que este governo, atolado em um mar de lamas, coloque suas mãos neste banco. Que moral tem Michel Temer e seus ministros, a maioria denunciada e envolvida em casos de corrupção, de privatizar a Caixa Econômica Federal, patrimônio de todos os brasileiros?
Por isso, neste ato, dizemos não à privatização, não à abertura do capital da Caixa. Sim à Caixa 100% pública, cumprindo a sua função social, que é atender é garantir o financiamento habitacional, estudantil, atender ao pequeno empresário, ajudar a desenvolver os municípios, atender ao trabalhador. Esse papel, somente a Caixa poderá cumprir. Isso, os bancos privados jamais terão interesse. Somos Caixa 100% pública.

Fonte: G1

Diretoria Executiva da CONTEC 

Veja Também

Sugestão

Santander é condenado a indenizar ex-funcionário que fazia transporte de valores

Banco também terá que pagar horas extras decorrentes da inobservância do intervalo remuner…