Home Contec Online 2008 Julho 2008 Inf. 08/719 – BANCOS PODEM LUCRAR MENOS ESTE ANO

Inf. 08/719 – BANCOS PODEM LUCRAR MENOS ESTE ANO

0
685
Bancos de nicho são os mais vulneráveis

Os analistas já esperam que os resultados dos bancos deste ano sejam inferiores aos de 2007, diante da expectativa de desaceleração do crédito e alta dos juros. Mas os bancos médios podem ser mais afetados por causa da especialização, disse a analista da Fitch, Maria Rita Gonçalves.

“Os bancos de nicho estão sempre mais expostos porque têm menor diversificação. Mas não espero alguma reversão significativa de tendência em relação aos números de março e do quarto trimestre de 2007”, disse Maria Rita.

Um dos elementos do novo cenário é a maior competição no consignado. A mudança de regras afetou a produção. O funding ficou mais caro, mas os bancos médios continuam captando, inclusive no exterior. Os bancos que emitiram ações no ano passado estão com folga. Já a inadimplência, disse Maria Rita, continua estável, mas deve afetar todo o mercado.

Os analistas de outra agência de rating, a Moody´s, acreditam que o consignado apresentará taxas de crescimento menores neste ano, mas ainda assim elevadas. Segundo dados do Banco Central (BC), o consignado para funcionários do setor público e privado aumentou 28,3% nos doze meses terminados em maio, atingindo R$ 69,2 bilhões. No ano passado, o estoque de consignado saltou 33,8%. Para os analistas Ceres Lisboa e Alexandre Albuquerque, os bancos especializados no consignado precisam diversificar os produtos.

Um ponto a observar é a mudança nas regras de cessão de carteira que passarão a vigorar em 2009. Pela nova regra, os ganhos apurados com as cessões com co-obrigação deverão ser contabilizados ao longo do prazo da operação; antes o lucro era computado antecipadamente, na venda da carteira. Para os analistas da Moody´s, isso dará maior previsibilidade às receitas das operações feitas com co-obrigação. Mais difícil, ponderaram, será acomodar a mudança nos requerimentos de capital para as cessões com coobrigação. Antes essas operações tinham ponderação de 50%; a partir de 2009, terão de 100%.

Albuquerque afirmou que ainda não está definido o que será feito com o estoque de cessões de carteira. A expectativa é que operações antigas não serão atingidas pelas mudanças. “De toda forma, as regras entram em vigor em 2009 e há tempo para todos se adaptarem”, disse o analista.

A carteira de crédito de uma amostra dos catorze maiores bancos médios cresceu 60,4% nos doze meses terminados em março. No mesmo período, os dez maiores bancos de varejo ampliaram o crédito em 27%.

Fonte: Valor Econômico
Diretoria Executiva da CONTEC
2008 – CONTEC 50 ANOS

Sugestão

Custom Research Paper Writing

Customized research paper is a paper that is completely designed and written by the writer…