Home Contec Online 2009 Fevereiro 2009 Inf.09/253 – NOSSA CAIXA DOBRA LUCRO ANTES DA VENDA AO BB

Inf.09/253 – NOSSA CAIXA DOBRA LUCRO ANTES DA VENDA AO BB

0
517

 

Presidente da Nossa Caixa diz que compra da folha de pagamento dos servidores paulistas “se pagou”

O governo de São Paulo entrega ao Banco do Brasil, no próximo dia 10 de março, o controle da Nossa Caixa, um dos bancos com a maior expansão no crédito e que duplicou o lucro no ano passado. Em 2008, a Nossa Caixa lucrou R$ 647 milhões, resultado 113,3% maior do que em 2007.
Atrasado até 2007 no crédito, o banco paulista investiu pesado para fazer mais empréstimos e ainda comprou R$ 1,9 bilhão em carteiras de consignado de outros bancos em 2008. O objetivo era rentabilizar o dinheiro barato captado por meio de depósitos judiciais, que somavam R$ 17,7 bilhões.
A carteira de crédito encerrou o ano em R$ 12,895 bilhões, volume 47,6% maior do que em 2007 e acima da média de 31% do mercado. A maior parte dos empréstimos foi feita para pessoa física, especialmente servidores do governo paulista.
A carteira cresceu 49,7% no ano e bateu em R$ 9,9 bilhões. Só o crédito consignado saltou de R$ 3,4 bilhões para R$ 5,8 bilhões -aumento de 73%. O banco espera comprar mais R$ 3 bilhões em carteiras de consignado de outros bancos.
O crescimento no lucro só não foi maior por conta de provisões de R$ 644,6 milhões para cobrir contingências judiciais em relação à correção de planos econômicos.
Motivo de polêmica entre analistas, a compra da folha de pagamentos dos servidores do Estado de São Paulo por R$ 2,08 bilhões, em março de 2007, já está praticamente paga, segundo o presidente do banco, Milton Luiz de Melo Santos. Até dezembro, o banco obteve receitas de R$ 2,09 bilhões vindas desses clientes.
Segundo Santos, a folha só não foi totalmente paga por conta de investimentos que o banco teve de fazer para oferecer produtos e fidelizar o servidor público, que vinha do Santander. “Temos mais três anos para rentabilizá-la”, disse.
No dia 10, Santos e outros executivos deixam o comando do banco. No lugar, assume o ex-diretor de varejo do BB, Paulo Bonzanini, que também ocupou a superintendência de São Paulo do BB. Funcionário de carreira do Banco Central, o destino de Santos ainda não foi definido -uma hipótese é que vá para a agência de fomento criada pelo governo paulista.
Fonte: Folha de S.Paulo

Diretoria Executiva da CONTEC
CONTEC 50 ANOS

Sugestão

Custom Research Paper Writing

Customized research paper is a paper that is completely designed and written by the writer…