Home Informe por Banco Banco do Brasil BB LANÇA PROGRAMA DE ADEQUAÇÃO DE DEPENDÊNCIAS E DE QUADROS

BB LANÇA PROGRAMA DE ADEQUAÇÃO DE DEPENDÊNCIAS E DE QUADROS

1
3,266

 

Reunidos com representantes do Banco no início da tarde desta segunda-feira (29/07), fomos informados que o Banco promoverá a reorganização de suas unidades, com alterações de dotações e consequentes ajustes de comissões, além de movimentações de pessoal, bem como adequação de quadros.

Os ajustes de adequação de dependências implicarão no redimensionamento de estruturas na Sede, Áreas de Apoio e na Rede, além de Superintendências de Varejo, Reclassificação de nível de Agências, transformação de agências em Postos de Atendimento e de Postos de Atendimento em Agências, criação de Agências Empresariais e ajustes de modelo de atuação das Redes Gepes e Gecex.

Os ajustes equivalem a 2,2% do quadro, com predomínio na Sede e Áreas de Apoio de 3,1% e de Agências de Varejo de 1,8%, com redução de cerca de 2,3 mil dotações.

634 Agências diminuem de nível e 76 aumentam de nível.

333 Agências serão reduzidas a Postos de Atendimento e 49 Postos de Atendimento serão elevados a Agências.

Haverá um aumento de dotação em 1.505 Agências e
uma diminuição de dotação em 1.765 Agências.

Os PSOs, os quadros de fiscais e da Rede Gecex também serão redimensionados.

Os Escritórios de Comércio Exterior passarão a ser Unidades de Negócios.

Também será criado Escritório de Comercio Exterior Digital.

PROGRAMA ADEQUAÇÃO DE QUADROS – PAQ

Embora todos os funcionários do Banco possam manifestar intenção em aderir ao desligamento pelo PAQ, somente serão validadas as adesões de funcionários lotados em cargos ou funções em unidades com excesso.

Para escriturários e caixas executivos, o cálculo do excesso considera a situação do quadro da praça.

Haverá três formas de desligamento:

  • Situação 802 – Demissão a pedido complemento de aposentadoria da Previ, Economus, Fusesc ou PrevBep;
  • Situação 809 – Demissão a pedido para aposentadoria pelo INSS; e,
  • Situação 834 – Desligamento consensual.

As movimentações PAQ observam o que segue:

  • permitem que funcionário que esteja em unidade com excesso concorra para o lugar daquele que pretende optar pelo desligamento via PAQ, mas não se encontra em situação de validação da adesão;
  • aos escriturários e caixas serão permitidas remoção especial, por meio de inscrição no Sistema Automático de Concorrência à Remoção – SACR; e,
  • serão permitidas movimentação especial em lateralidade ou descenso.

Também serão flexibilizados os impedimentos institucionais e de relacionamento para inscrições no TAO, de forma automática, pelos funcionários em situação de excesso. Estes serão priorizados nas oportunidades para funções integrantes do mesmo grupamento (lateralidade) e/ou de funções em descenso. Haverá bloqueio por um ano para as demais concorrências, priorizando os atingidos pelos excessos.

Como incentivo à adesão ao PAQ, o Banco oferece indenização pecuniária com base no salário de agosto de 2019, observado o piso de R$ 20 mil e o teto de R$ 200 mil, com a seguinte regra:

Tempo de BB de até 20 anos: será oferecido um salário por ano trabalhado, limitado a 7,8 salários brutos.

Tempo de BB superior a 20 anos: será oferecido um salário por ano trabalhado, limitado a 9,8 salários brutos.

Para os que se enquadram na hipótese de desligamento consensual, o Banco pagará 20% da multa de FGTS, na forma da Lei.

Para adesão o funcionário fica dispensado de ressarcir custos pendentes de treinamentos, se em situação regular, e de restituir vantagens recebidas em nomeação ou remoção ocorrida com menos de 365 dias.

O Banco também ressarcirá, por até um ano, as mensalidades do Plano Cassi Família ou plano de saúde ofertado pelas Patrocinadas de bancos incorporados para os funcionários em que o desligamento pelo PAQ cesse o direito de permanência nos respectivos planos.

CRONOGRAMA:

O banco informou que:

  • as matérias a respeito serão divulgadas na agência de notícias;
  • criou um hotsite interno sobre o tema, inclusive com Mapa de Vagas, para que os funcionários possam analisar sua situação; e,
  • haverá Central de Atendimento a partir das 14 horas do dia 30/07, para esclarecimento de dúvidas dos funcionários, com opções de contato por formulário eletrônico no hotsite ou pelo fone 0800.729.5299.

AVALIAÇÃO

O programa, como lançado, gera insegurança para adesão, tanto em razão do curto prazo estabelecido, como por não garantir a validação da adesão, especialmente nas hipóteses de movimentação, já que o funcionário não tem como reverter a lotação.

ACOMPANHAMENTO 

A CONTEC vai acompanhar de perto a implementação do programa pelo Banco com vista à rigorosa defesa dos direitos dos bancários, para o que nos colocamos à disposição.

Diretoria Executiva da CONTEC

Veja Também

Sugestão

Cassi afirma que nenhuma proposta de mudança do custeio alterou a contribuição patronal de 4,5%

Nesta quinta-feira (15), a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi…