Home Informe por Banco Banco do Brasil Bolsonaro veta peça publicitária para o Banco do Brasil

Bolsonaro veta peça publicitária para o Banco do Brasil

1
1,044

Campanha do banco destinada a p√ļblico jovem ficou duas semanas no ar; diretor deixa cargo

BRAS√ćLIA ‚ÄstUma¬†campanha publicit√°ria¬†do¬†Banco do Brasil¬†dirigida para o¬†p√ļblico jovem, divulgando o servi√ßo de abertura de conta corrente por aplicativo no celular, foi retirada do ar por recomenda√ß√£o do presidente¬†Jair Bolsonaro. O epis√≥dio tamb√©m envolveu a sa√≠da do diretor de Comunica√ß√£o e Marketing do banco, Delano Valentim, que atualmente est√° de f√©rias.

Estrelado por atores negros e brancos, numa representa√ß√£o da diversidade racial e sexual do Pa√≠s, a pe√ßa come√ßou a ser veiculada no dia 1.¬ļ de abril e saiu do ar h√° cerca de duas semanas. Tinha 30 segundos, e podia ser vista em comerciais veiculados na TV e na internet. A informa√ß√£o foi divulgada inicialmente pelo jornal¬†O Globo¬†e confirmada depois pela dire√ß√£o do Banco do Brasil.

ctv-pjf-bb---propaganda

Cena da peça publicitária do Banco do Brasil que desagradou ao presidente Jair Bolsonaro Foto: Reprodução/Youtube

Oficialmente, não foi apresentado um motivo para a retirada da propaganda. Bolsonaro procurou o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, para falar sobre a peça. Em nota enviada por sua assessoria de imprensa, Novaes disse ter concordado com o pedido apresentado por Bolsonaro. Ainda segundo ele, a decisão para a saída do diretor de Comunicação e Marketing da instituição foi tomada de forma consensual.

‚ÄúO presidente e eu concordamos que o filme deveria ser recolhido. Sa√≠da do diretor em decis√£o de consenso, inclusive com aceita√ß√£o do pr√≥prio‚ÄĚ, escreveu Novaes. O Pal√°cio do Planalto disse que n√£o faria coment√°rios sobre o assunto.

Esta √© a quarta vez que o governo Bolsonaro determina a retirada de pe√ßas de comunica√ß√£o por discordar do seu conte√ļdo. A primeira medida ocorreu ainda no in√≠cio de janeiro, quando o¬†Minist√©rio da Sa√ļde¬†determinou a suspens√£o da divulga√ß√£o de uma cartilha voltada para popula√ß√£o de mulheres trans, que estava no ar havia seis meses. De acordo com a pasta, o material publicit√°rio trazia ‚Äúincorre√ß√Ķes t√©cnicas‚ÄĚ.

Vídeo incorporado

Havia ali desenhos indicando como realizar o ‚Äúpump‚ÄĚ, uma esp√©cie de seringa invertida aplicada para aumentar o clit√≥ris. A cartilha voltou a ser veiculada dias depois, mas j√° sem a ilustra√ß√£o. O esquema foi substitu√≠do pela descri√ß√£o da pr√°tica e um alerta sobre riscos de les√Ķes e infec√ß√Ķes.

A retirada da cartilha provocou rea√ß√£o de especialistas em sa√ļde e foi classificada por eles como retrocesso na pol√≠tica de preven√ß√£o do governo. Como no caso recente do Banco do Brasil, poucos dias depois da suspens√£o no site, a ent√£o diretora do Departamento de Infec√ß√Ķes Sexualmente Transmiss√≠veis, HIV/Aids e Hepatites Virais, Adele Benzaken, foi exonerada do cargo.

No Carnaval, mais um veto do governo

No¬†Carnaval, houve o segundo veto. A campanha de preven√ß√£o de doen√ßas sexualmente transmiss√≠veis, ao contr√°rio do que ocorria em anos anteriores, n√£o fazia nenhuma refer√™ncia a p√ļblico gay. Como o¬†Estado¬†mostrou, foram vetadas pe√ßas que mostravam casais do mesmo sexo. Em seu lugar, foi usado um material ‚Äúgen√©rico‚ÄĚ, uma atitude que tamb√©m foi criticada por especialistas em preven√ß√£o de doen√ßas. Em vez do clima festivo, a ideia foi refor√ßar a responsabilidade para a preven√ß√£o.

Em mar√ßo, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que ‚Äúmandaria recolher‚ÄĚ uma caderneta voltada para adolescentes, com v√°rias informa√ß√Ķes sobre sa√ļde e calend√°rio vacinal.

Tamb√©m lan√ßado no governo anterior, o material continha informa√ß√Ķes sobre sexualidade, mas, para o presidente, a leitura para crian√ßas de 8 ou 9 anos ‚Äún√£o ficava bem‚ÄĚ. O Minist√©rio da Sa√ļde, na ocasi√£o, afirmou que a caderneta seria revista. Agora, a determina√ß√£o √© de que o modelo seja destinado apenas para adolescentes com mais de 14 anos. Para o p√ļblico mais novo, ser√° feito um novo material.

Fonte: O Estado de S.Paulo

Diretoria Executiva da CONTEC

Veja Também

Sugest√£o

Servidor de estatal ser√° demitido ao se aposentar

O trabalhador de empresa estatal ter√° o seu v√≠nculo empregat√≠cio rompido automaticamente n…