Home Informe por Banco BRB BRB continua sem avançar nas negociações

BRB continua sem avançar nas negociações

0
3,064

Na reunião realizada ontem, no ultimo dia (06/08), entre a Comissão Executiva Bancária Nacional de Negociação (CEBNN/Contec) e o Banco de Brasília – (BRB), foram discutidas as seguintes cláusulas da Pauta de Reivindicações: cláusula 5 (substituição de comissionados), 14 (ascensão profissional), 15 (certificação interna de conhecimento), 16 (dimensionamento do quadro de empregados por unidade), 17 (novas contratações de concursados), 18 (atividades semelhantes de Call Center por empregado comissionado), 19 (monitoramento de resultados e cobrança de metas), 23 (dispensa de função ou de comissão em extinção decorrente de avaliação de desempenho), 24 (procedimento em caso de assalto, sequestro e explosão de caixas eletrônicos), 25 (estabilidade ao emprego vitima de assalto, sequestro ou extorsão), 26 (proibição de guarda das chaves e acionadores de alarmes) e 31 (homologação de rescisão contratual).

Em relação as cláusulas 5 (substituição de comissionados)  e 18 (atividade semelhante a call center) o banco informa que já pratica e que não pretende registrá-las em acordo, já com relação a cláusula 24 (procedimento em caso de assalto, e sequestro explosão de caixas eletrônicos) e 25 (estabilidade ao empregado vitima de assalto, sequestro ou extorsão), o banco disse já praticá-las também e que as mesmas estão contidas no acordo atual, no caso cláusula 14 (ascensão profissional), o banco exemplificou suas formas de seleção de empregados para desempenharem as funções gratificadas.

Com relação a cláusula 15 (certificação interna de conhecimento) o banco expôs que paga os custos das certificações, mas que não concede progressão por aquisição dessas certificações. Cláusula 16 (dimensionamento do quadro de empregados por unidade) o banco informou que atualmente já possui um quadro com dimensões condizentes ao seu tamanho, não necessitando da contratação de novos empregados, mas sim de uma redistribuição de seu quadro, respondendo assim às reivindicações das cláusulas 16 e 17 (novas contratações de concursados).

O banco também informou que com relação a cláusula 19 (monitoramento de resultados e cobrança de metas) não se aplica a realidade do banco, a Comissão CONTEC, entretanto, solicitou um instrumento de vedação de contatos de cobrança fora do ambiente de trabalho, o banco ficou de avaliar essa proposição. Sobre a cláusula 23, o BRB explicou que já aplica o que foi pedido, com exceção da avaliação dos pares, que só deverá estar disponível em 2020. Já sobre cláusula 26 (proibição da guarda de chaves e acionamento de alarmes) o banco ficou de consultar a área de segurança para ter um parecer deles.

Em relação a homologação da rescisão citada na cláusula 31 (homologação de rescisão contratual), o banco informou que já cumpre o pleito, mas que não irá manter esta situação em acordo coletivo.

A próxima reunião de negociação ficou agendada para dia 13/08, segunda-feira, às 15 horas, na GEDEP.

Fonte: SEEB-GO

Diretoria Executiva da CONTEC

Sugestão

Bradesco comete dano moral coletivo ao realizar gestão por estresse

Pressionados, vários empregados tiveram síndrome do pânico e depressão A Terceira Turma do…