Home Contec Online Coronavírus: Brasil bate recorde com 881 mortes em um dia

Coronavírus: Brasil bate recorde com 881 mortes em um dia

0
249

O Brasil registrou nas √ļltimas¬†24 horas¬†novo recorde di√°rio de mortes¬†pela¬†COVID-19, com¬†881 √≥bitos¬†e¬†9.258 novos diagn√≥sticos¬†positivos para o novo coronav√≠rus. O n√ļmero de mortos √© o maior desde o in√≠cio da pandemia. Segundo o boletim do Minist√©rio da Sa√ļde divulgado ontem, o pa√≠s agora contabiliza 12,4 mil mortes e 177.589 casos da doen√ßa. Segundo o minist√©rio, o n√ļmero de pessoas que se recuperaram da doen√ßa subiu para 72.597. A taxa de letalidade do v√≠rus no pa√≠s √© de 5,2%. Para conter o avan√ßo j√° quase fora de controle, v√°rios munic√≠pios brasileiros j√° convivem com restri√ß√Ķes ainda maiores de isolamento social.

O balan√ßo anterior, divulgado nessa segunda pela pasta federal, registrava 11.519 mortes e 168.331 casos. De domingo para segunda, haviam sido contabilizados 396 novos √≥bitos e 5.632 novos diagn√≥sticos positivos da doen√ßa. At√© ent√£o, o recorde de mortes contabilizadas de um dia para o outro √© o do boletim do √ļltimo dia 8, quando foram registradas 751 novas mortes.
Com os novos registros, segundo plataforma da¬†Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, o¬†Brasil ultrapassou a Alemanha¬†no n√ļmero de casos e agora √© o s√©timo pa√≠s que mais tem portadores de COVID-19 e o sexto em n√ļmero de mortes. Os alem√£es contabilizam cerca de 173 mil casos. Vale ressaltar que, conforme estudiosos v√™m apontando nas √ļltimas semanas, os n√ļmeros de testes feitos no pa√≠s ainda √© muito inferior ao restante do mundo.
Considerando somente as 24 horas, o¬†Brasil teve o segundo maior n√ļmero de √≥bitos¬†do mundo, atr√°s somente dos Estados Unidos, que registrou mais 1.064 v√≠timas fatais do coronav√≠rus e chegou a 80.820 mortos, segundo o Centro de Controle de Doen√ßas (CDC, na sigla em ingl√™s) americano. Os EUA t√™m o maior n√ļmero contingente de mortos pela COVID-19.

Ainda considerando as √ļltimas 24 horas, o Reino Unido, segundo pa√≠s com mais mortes pelo coronav√≠rus no mundo, registrou mais 627 √≥bitos, e ficou em terceiro lugar na lista das na√ß√Ķes com mais v√≠timas fatais no dia. O total de mortos pela covid-19 no Reino Unido √© de 32.692, segundo o governo brit√Ęnico. Completam a lista dos pa√≠ses com mais mortes a It√°lia (30.911 √≥bitos), a Fran√ßa (26.991 √≥bitos) e a Espanha (26.920 √≥bitos)
Mapa

S√£o Paulo¬†√© o estado com o maior n√ļmero de infectados e mortos; 47.719 e 3.949, respectivamente. O boletim anterior apontava 46.131 casos e 3.743 √≥bitos. A taxa de letalidade atual da doen√ßa no estado √© de 8,2%. A segunda unidade da Federa√ß√£o com mais confirma√ß√Ķes √© o Rio de Janeiro, onde h√° 18.486 casos e 1.928 mortes. No estado, o √≠ndice de letalidade √© de 10,4%. O boletim anterior registrava 17.599 doentes e 1.189 mortos.

Em terceiro lugar est√° o Cear√°, com 18.412 casos e 1.280 mortes por coronav√≠rus. Por l√°, a taxa de letalidade da doen√ßa √© de 6,9%. Tamb√©m no Nordeste, Pernambuco contabiliza 14.309 pessoas diagnosticadas registra 1.157 mortes ‚Äď a taxa de letalidade √© de 8%.
O Amazonas, que j√° vive um colapso no sistema de sa√ļde, √© o quinto estado brasileiro que mais registra casos. H√° 14.168 pessoas diagnosticadas com a doen√ßa e 1.098 mortos. Segundo o minist√©rio, a doen√ßa no estado tem uma taxa de letalidade de 7,74%. Por l√°, a situa√ß√£o √© t√£o cr√≠tica que o setor funer√°rio j√° enfrenta dificuldades e luta para n√£o entrar em colapso. O boletim anterior do Minist√©rio da Sa√ļde apontava que o Amazonas tinha 12.919 casos e 1.035 mortes.
Chegada

O¬†Minist√©rio da Sa√ļde¬†informou ter identificado 39 casos de S√≠ndrome Respirat√≥ria Aguda Grave (SRAG), que teriam liga√ß√£o com a COVID-19, ocorridos antes de 26 de fevereiro. A informa√ß√£o confirma estudo divulgado na segunda-feira, pelo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) revelando que o novo coronav√≠rus j√° estava circulando havia pelo menos 20 dias no Brasil quando multid√Ķes tomaram as ruas de grandes cidades para celebrar o carnaval. O trabalho mostra que o Sars-CoV-2 come√ßou a se espalhar no pa√≠s ainda na primeira semana de fevereiro, ou seja, mais de 20 dias antes de o primeiro caso ser diagnosticado oficialmente em um viajante que retornou da It√°lia para S√£o Paulo. O caso foi detectado em 26 de fevereiro, Quarta-Feira de Cinzas, quase 40 dias antes das primeiras confirma√ß√Ķes oficiais de transmiss√£o comunit√°ria, em 13 de mar√ßo.

Observa-se ainda que, quando os primeiros blocos foram para as ruas, j√° havia transmiss√£o comunit√°ria da doen√ßa. Essa provavelmente foi muito acelerada pelas aglomera√ß√Ķes. Os primeiros casos seriam do fim de janeiro. O estudo foi feito com uma metodologia estat√≠stica de infer√™ncia, a partir dos registros de √≥bitos, e publicado na revista Mem√≥rias do Instituto Oswaldo Cruz de forma pr√©via, ainda sem revis√£o de pares.
Fonte: O Estado de Minas
Diretoria Executiva da CONTEC

Sugest√£o

CONTEC REPUDIA A FALA DO MINISTRO DA ECONOMIA SOBRE VENDA DO BB

Com a divulga√ß√£o do v√≠deo da reuni√£o ministerial realizada no Pal√°cio do Planalto, no dia …