Home Contec Online Em 2019, indenizações por assédio sexual no trabalho somam R$ 49 mi

Em 2019, indenizações por assédio sexual no trabalho somam R$ 49 mi

0
1,461

Ano passado, os pagamentos totalizaram R$ 126 milhões. A profissão que liderou a incidência dos casos foi de empregado de restaurantes

Igo Estrela/ Metrópoles
IGO ESTRELA/ METRÓPOLES
Processos referentes ao crime de assédio sexual no ambiente de trabalho geraram indenizações de R$ 126,97 milhões em 2018. Já em 2019, entre 1º de janeiro e 19 de agosto, esses pagamentos somaram R$ 49,13 milhões, queda que, no plano mensal, é de aproximadamente 40%. Apenas como comparação, em agosto do ano passado, foram registrados 147 processos. No oitavo mês deste ano, até o dia 19, somente 20.

Levantamento exclusivo feito pela plataforma Data Laywer, que utiliza big data e inteligência artificial para analisar processos trabalhistas de todos os estados brasileiros, revelou que, em 2018, foram concluídas 1.448 ações durante o ano. Dessa forma, o valor médio das indenizações nesses casos foi de R$ 87.928. Entre janeiro e agosto de 2019, foram 692 ações, com média de R$ 71.721 por causa. Nos dois anos, a região da Grande São Paulo lidera como local com maior ocorrência de assédio em ambiente de trabalho.

A sondagem dos dados também aponta as profissões que mais registraram esse tipo de crime no país. Em 2018, o ranking era liderado pela classe de restaurantes e similares, seguido por atividades de teleatendimento; lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares; comércio varejista de mercadorias em geral com predominância em supermercados e limpeza de prédios e domicílios. Neste ano, a categoria de restaurantes segue em primeiro lugar – porém, a área de comércio varejista de mercadorias em geral, bem como de limpeza de prédios e domicílios, subiu de patamar na tabela.

Fonte: Metrópoles

Diretoria Executiva da CONTEC

Sugestão

Empregados de empresas estatais têm salário médio de até R$ 31,3 mil

O levantamento também mostra que a União precisou aportar no ano passado R$ 17 bilhões em …