Home Contec Online Origem do 8 de março – Dia Internacional da Mulher

Origem do 8 de março – Dia Internacional da Mulher

0
3,789

O dia 8 de março Ă© o DIA DA MULHER TRABALHADORA. É o resultado de uma sĂ©rie de fatos, lutas e reivindicaçÔes das mulheres por melhores condiçÔes de trabalho e direitos sociais e polĂ­ticos, que tiveram inĂ­cio na segunda metade do sĂ©culo XIX e se estenderam atĂ© as primeiras dĂ©cadas do XX.

No dia 8 de março de 1857, trabalhadores de uma indĂșstria tĂȘxtil de Nova Iorque fizerem greve por melhores condiçÔes de trabalho e igualdades de direitos trabalhistas para as mulheres. O movimento foi reprimido com violĂȘncia pela polĂ­cia. Em 8 de março de 1908, trabalhadoras do comĂ©rcio de agulhas de Nova Iorque, fizeram uma manifestação para lembrar o movimento de 1857 e exigir o voto feminino e fim do trabalho infantil. Este movimento tambĂ©m foi reprimido pela polĂ­cia.

No dia 25 de março de 1911, cerca de 145 trabalhadores (maioria mulheres) morreram queimados num incĂȘndio numa fĂĄbrica de tecidos em Nova Iorque. As mortes ocorreram em função das precĂĄrias condiçÔes de segurança no local. Como reação, o fato trĂĄgico provocou vĂĄrias mudanças nas leis trabalhistas e de segurança de trabalho, gerando melhores condiçÔes para os trabalhadores norte-americanos.

PorĂ©m, somente no ano de 1910, durante uma conferĂȘncia na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem ao movimento pelos direitos das mulheres e como forma de obter apoio internacional para luta em favor do direito de voto para as mulheres (sufrĂĄgio universal). Mas somente no ano de 1975, durante o Ano Internacional da Mulher, que a ONU (Organização das NaçÔes Unidas) passou a celebrar o Dia Internacional da Mulher em 8 de março.

 

Objetivo da Data 

Ao ser criada esta data, nĂŁo se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos paĂ­ses, realizam-se conferĂȘncias, debates e reuniĂ”es cujo objetivo Ă© discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço Ă© para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salĂĄrios baixos, violĂȘncia masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Muito foi conquistado, mas muito ainda hĂĄ para ser modificado nesta histĂłria.

Conquistas das Mulheres Brasileiras

Podemos dizer que o dia 24 de fevereiro de 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicaçÔes e discussÔes, o direito de votar e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo.

 

Marcos das Conquistas das Mulheres na História 

– 1788 – o polĂ­tico e filĂłsofo francĂȘs Condorcet reivindica direitos de participação polĂ­tica, emprego e educação para as mulheres.

– 1840 – LucrĂ©cia Mott luta pela igualdade de direitos para mulheres e negros dos Estados Unidos.

– 1859 – surge na RĂșssia, na cidade de SĂŁo Petersburgo, um movimento de luta pelos direitos das mulheres.

– 1862 – durante as eleiçÔes municipais, as mulheres podem votar pela primeira vez na SuĂ©cia.

– 1865 – na Alemanha, Louise Otto, cria a Associação Geral das Mulheres AlemĂŁs.

– 1866 – No Reino Unido, o economista John S. Mill escreve exigindo o direito de voto para as mulheres inglesas.

– 1869 – Ă© criada nos Estados Unidos a Associação Nacional para o SufrĂĄgio das Mulheres.

– 1870 – Na França, as mulheres passam a ter acesso aos cursos de Medicina.

– 1874 – criada no JapĂŁo a primeira escola normal para moças.

– 1878 – criada na RĂșssia uma Universidade Feminina.

– 1893 – a Nova ZelĂąndia torna-se o primeiro paĂ­s do mundo a conceder direito de voto Ă s mulheres (sufrĂĄgio feminino). A conquista foi o resultado da luta de Kate Sheppard, lĂ­der do movimento pelo direito de voto das mulheres na Nova ZelĂąndia.

– 1901 – o deputado francĂȘs RenĂ© Viviani defende o direito de voto das mulheres.

– 1951 – a OIT (Organização Internacional do Trabalho) estabelece princĂ­pios gerais, visando a igualdade de remuneração (salĂĄrios) entre homens e mulheres (para exercĂ­cio de mesma função).

Fonte: Site sua pesquisa

 

Diretoria Executiva da CONTEC

 

Veja Também

SugestĂŁo

Campanha contra o Trabalho Infantil inicia nesta quarta (22/05)

A campanha do 12 de junho – Dia Mundial contra o Trabalho Infantil serĂĄ lançada nest…