Home Contec Online Redução do IR está na pauta, mas prioridade é a reforma da Previdência, diz Secretário da Receita

Redução do IR está na pauta, mas prioridade é a reforma da Previdência, diz Secretário da Receita

0
607

O secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, confirmou nesta quinta-feira, 10, a intenção do governo em reduzir as alíquotas do Imposto de Renda, mas afirmou que a prioridade no momento é a aprovação da proposta de reforma da Previdência. Segundo ele, a principal preocupação da reforma tributária que será apresentada é desonerar a folha de pagamento, porém não deu detalhes sobre o mecanismo que será usado para compensar a perda de arrecadação com a isenção da folha de salários. Cintra voltou a negar que a recriação da CPMF seja uma das alternativas em estudo.

“A reforma do Imposto de Renda est√° na nossa pauta, mas n√£o √© uma prioridade imediata. A prioridade para o governo √© a aprova√ß√£o da reforma da Previd√™ncia. Com isso, temos mais tempo para elaborar um projeto de reforma n√£o s√≥ do IR, mas do sistema tribut√°rio como um todo”, disse Cintra ao chegar ao Tribunal de Contas da Uni√£o (TCU) para reuni√£o com o ministro Augusto Nardes.

O secret√°rio afirmou que a alta incid√™ncia de tributos sobre a folha de pagamento √© a primeira preocupa√ß√£o do atual governo. Questionado sobre a pouca efetividade de medida semelhante adotada durante o governo de Dilma Rousseff e parcialmente revertida pelo governo de Michel Temer, Cintra respondeu que a desonera√ß√£o anterior foi feita de maneira “desestruturada”. “A desonera√ß√£o da folha foi feita em cima de demandas setoriais, mas queremos faz√™-la de forma sist√™mica, mais abrangente. J√° estamos rodando simula√ß√Ķes”, disse.

Perguntado como o governo pretende compensar a perda de arrecada√ß√£o decorrente dessa medida em um momento em que as contas p√ļblicas seguem deficit√°rias, Cintra negou que a recria√ß√£o da CPMF seja uma das op√ß√Ķes sobre a mesa. Ele destacou que o pr√≥prio presidente Jair Bolsonaro j√° disse que n√£o haver√° um reedi√ß√£o do chamado “imposto do cheque”.

“Buscamos a racionaliza√ß√£o do sistema tribut√°rio com a redu√ß√£o da carga de impostos. Uma forma de compensa√ß√£o pode vir pelo tributo sobre o faturamento das empresas. Tamb√©m pode haver uma tributa√ß√£o adicional sobre outras bases e tributos indiretos. A meta √© n√£o aumentar a carga, mas, sim, aumentar os empregos”, concluiu.

Cintra disse que o encontro com Nardes √© sobre a√ß√Ķes de governan√ßa e melhora da efici√™ncia dos servi√ßos prestados pela Receita Federal e n√£o sobre medidas tribut√°rias neste momento.

Fonte: UOL

 

Diretoria Executiva da CONTEC

Veja Também

Sugest√£o

Novo assessor da presidência do BB atuou na privatização de estatais

O ex-diretor de Governan√ßa Corporativa e Avalia√ß√£o de Empresas Estatais do extinto Minist√©…