Home Informe por Banco Banco do Brasil Reunião da CONTEC com o Banco do Brasil

Reunião da CONTEC com o Banco do Brasil

1
8,051

Com a participação de dirigentes sindicais de todo o país, a CONTEC realizou reunião por videoconferência, com os negociadores do Banco do Brasil, Dra. Karine Etchepare Wernz e o Dr. Paulo Cesar Neto, para iniciar negociações a respeito dos seguintes temas da MP 927 que pretende ajustar para adoção na pandemia:

  1. TRABALHO EM HOME OFFICE:

Registrando buscar conciliar os interesses da empresa e dos funcionários nesse momento de pandemia, o banco propõe o ajuste de regulamentação de teletrabalho, citando como referência os ACTs firmados pelo Movimento Sindical com os Bancos Itaú e Voltorantin.

Destacou que, na visão do Banco, cabe ao primeiro gestor das unidades, decidir quem reúne as condições para realizar trabalho em casa, cabendo aos dirigentes sindicais identificar desvios ou radicalismo de gestores e denunciá-los ao banco.

  1. BANCO DE HORAS:

Em razão da imprevisão do término da pandemia, ao fundamento de facilitar a compensação, o banco propõe estender para 18 meses o prazo para compensação do banco de horas negativas, mantendo o prazo de 6 meses para compensação das horas, conforme ACT vigente.

A exemplo dos ACTs firmados, a ideia é que o saldo de horas negativas em 31/12/2020 seja deduzido em 10%, para compensação de 90% do saldo.

As horas negativas relativas aos meses de Março e Abril/2020, foram abonadas com o código 478, assim, o banco de horas negativas, começa a contar a partir do mês de Maio/2020.

  1. FÉRIAS:

O Banco informou que a intenção é preservar, pelo menos, 15 dias das férias em aquisição, para utilização após o encerramento da pandemia.

Pretende que, os gestores fiquem no direito de determinar o gozo de férias compulsórias, com comunicado de apenas 48 horas, antes do início das férias.

  1. NÃO DESCOMISSIONAMENTO

O banco não pretende aplicar a cláusula 49 do ACT que prevê a possibilidade de descomissionamento por desempenho até 31/12/2020 ou enquanto durar a pandemia.

  1. DO AJUSTE MEDIANTE ACT

A ideia é o ajuste para regular a forma de resguardo da saúde dos funcionários.

OUTROS PONTOS ESCLARECIDOS:

O Banco registrou que tem um protocolo de afastar Funcionário com teste positivo do Covid -19, e colocação em quarentena dos colegas que com ele tiveram contato direto.

Questionado a respeito, o Banco informou que, neste momento, não concorda com a testagem em massa, alegando que, segundo os órgãos de saúde, não haveria grande eficácia. Mas, em havendo sintomas, o Banco realiza os testes. Destacou que, através da CASSI, dispomos da telemedicina e, nos casos que entende necessários, a Cassi libera os testes.

Os representantes do Banco destacaram que, embora temos uma população de mais idade do que os bancos privados, até o momento, o registro é de 6 mortes de funcionários, em razão da política de afastamentos.

Ficamos de debater o assunto e agendar nova reunião de negociação com o Banco.

 

Diretoria Executiva da  CONTEC

Sugestão

Reunião com o Itaú/Unibanco na próxima terça (29/9)

Está agendada uma videoconferência na próxima terça-feira (29 de setembro), das 14h às 16h…