Home Informe por Banco Caixa Econ√īmica Reuni√£o da Mesa Permanente de Negocia√ß√£o da CAIXA ECON√ĒMICA FEDERAL

Reuni√£o da Mesa Permanente de Negocia√ß√£o da CAIXA ECON√ĒMICA FEDERAL

0
3,363

Nesta segunda-feira, (17/06), em Bras√≠lia-DF, foi realizada reuni√£o da Mesa Permanente de Negocia√ß√£o com a CAIXA ECON√ĒMICA FEDERAL com a participa√ß√£o das √°reas administrativas, jur√≠dicas, auditoria, engenharia e arquitetura, dirigentes de unidades e colaboradores da √°rea de comunica√ß√£o, or√ßamento e Pessoal, sob a coordena√ß√£o do Gerente Executivo Nacional da GENNER, Dr. Jos√© Isaac Arantes Freitas, representando a Comiss√£o da Caixa e¬† a diretora de Finan√ßas da Contec, Rumiko Tanaka, representando os empregados da CAIXA ECON√ĒMICA FEDERAL e entidades sindicais. V√°rios assuntos de interesse da carreira administrativa e profissional pautaram a reuni√£o da mesa permanente de negocia√ß√£o.

  1. APRESENTA√á√ÉO DOS ASSUNTOS INERENTES A ANEAC ‚Äď ENGENHEIROS E ARQUITETOS

A apresenta√ß√£o pela ANEAC (Associa√ß√£o Nacional dos Engenheiros e Arquitetos da Caixa), ficou sob coordena√ß√£o do ¬†presidente da entidade, engenheiro Fernando Turino. ¬†Foi exibido v√≠deo sobre as atividades da √°rea de engenharia e arquitetura da Caixa, realizada por ¬†profissionais que trabalhavam em √°rea de alto risco, como em comunidades carentes, em √°reas de risco. Com as constru√ß√Ķes, a caixa elevou a qualidade de vida em v√°rias regi√Ķes do Brasil. A Caixa, por meio do trabalho dos Engenheiros e arquitetos, conseguiu humanizar bairros e munic√≠pios no Brasil, mas com o passar do tempo, muitos problemas come√ßaram a agravar.

Nas regi√Ķes amaz√īnicas, Rio de Janeiro, Fortaleza, dentre outras localidades de dif√≠cil acesso, como comunidades de extrema pobreza, locais prec√°rios de transportes e sem estrutura m√≠nima de hospedagem e alimenta√ß√£o nas √°reas de atua√ß√£o.

Foram apresentados depoimentos de empregados relatando problemas que ficam esquecidos sem solução, e muitos contraem doenças.

Foram apresentadas sugest√Ķes de mudan√ßas no sentido de melhorias, foi sugerida a altera√ß√£o no RH 005 060, que transfere responsabilidade para o empregado, n√£o fazendo justi√ßa diante da realidade que vivenciam.

O presidente da ANEAC exp√īs sobre a redu√ß√£o do quadro de engenheiros e arquitetos frente a uma demanda crescente. Foram colocados a falta de material de trabalho e outras dificuldades no acesso a localidades com pouco recurso de transporte.

Todo trabalho dos engenheiros e Arquitetos foram entregues oficialmente ao coordenador da comiss√£o caixa.

  1. APRESENTAÇÃO DOS ASSUNTOS DA FENAG

A Fenag fez apresentação sob a coordenação  do presidente da entidade, Mairton Antonio Garcia Neves e seus diretores.

Foi entregue oficialmente documento com as reivindica√ß√Ķes, sugest√Ķes de mudan√ßas e boas pr√°ticas, como capacita√ß√Ķes dos gestores. Solicitou a valoriza√ß√£o da carreira administrativa. O coordenador recebeu as reivindica√ß√Ķes e ficou de dar respostas ao pleito.

  1. REESTRUTURAÇÃO ADMINISTRATIVA DA CAIXA

A Comiss√£o dos empregados Contec¬†manifestou mais uma vez preocupada com a atual reestrutura√ß√£o que a Caixa est√° promovendo.¬† Da forma como acontece, os empregados s√£o muitas vezes v√≠timas de quest√Ķes partid√°rias e ideol√≥gicas e, sofrem com as pol√≠ticas adotadas, as transfer√™ncias e tudo o que permeia as informa√ß√Ķes que adentram as unidades.

Os crit√©rios adotados nem sempre s√£o transparentes e h√° necessidade de que a empresa ofere√ßa com mais clareza as informa√ß√Ķes sobre o processo de reestrutura√ß√£o, mais especificamente com rela√ß√£o aos empregados.

A Comissão Caixa alegou que este é um movimento de reorganização,  com equalização da força de trabalho para a sobrevivência da empresa.  Reforçou que as medidas não podem consideradas como retaliação, mas sim como uma necessidade da empresa e que haja a melhor ambientação nas novas unidades, como palco de nova oportunidade profissional.

A Caixa informou que possui um cronograma para adequar o seu corpo funcional, conforme BIM. Disse que pretende causar o menor impacto possível na vida do empregado.

A Comiss√£o dos empregados¬†solicitou que as op√ß√Ķes no BIM sejam feitas antes das contrata√ß√Ķes.

A Comiss√£o Caixa, por sua vez,¬†informou que o maior n√ļmero de convocados ser√° do PCD, e que atualmente o quadro √© de aproximadamente 1,63% do total de empregados, j√° noticiado pelo presidente da Caixa.

  1. PDV ‚Äď PROGRAMA DE DESLIGAMENTO VOLUNT√ĀRIO¬†/ REPOSI√á√ÉO DO QUADRO DE PESSOAL /¬† PCD

A Comiss√£o dos empregados¬†manifestou preocupa√ß√£o com o PDV anunciado pela Caixa e a inten√ß√£o de desligar um n√ļmero alto de empregados, face √†s condi√ß√Ķes prec√°rias que poder√£o subsistir as unidades, pela falta de pessoal capacitado.

Os representantes dos empregados entendem que a Caixa deve promover as nomea√ß√Ķes antecipadamente de forma a preparar os substitutos dos empregados que forem aderindo aos futuros programas de desligamento, de forma a n√£o criar dificuldades nos trabalhos.

  1. ASSEDIO MORAL

Foram abordados v√°rios fatos que acontecem no dia a dia da Caixa , que no entendimento dos empregados, demonstram ass√©dio.¬† Dos v√°rios pontos foram citados, entre eles a cobran√ßa de alta performance, que muitas vezes replica nos empregados, leva o gestor ao desespero de buscar alternativas que n√£o s√£o vi√°veis. Outro destaque foi a concorr√™ncia para ocupar cargos e fun√ß√Ķes por meio de m√©tricas que n√£o se sustentam, e que muitas vezes n√£o geram confian√ßa na sua mensura√ß√£o.

  1. RH 151 –¬† INCORPORA√á√ÉO

A Comiss√£o dos empregados¬†solicitou da Caixa informa√ß√Ķes de como est√£o sendo tratados os empregados com mais de 10 anos de comiss√£o, que ser√£o realocados ou perderam a comiss√£o diante da reestrutura√ß√£o.¬†A Comiss√£o Caixa¬†informou que administrativamente n√£o est√° incorporando e somente vem atendendo as decis√Ķes judiciais , sejam definitivas ou por meio de liminares, j√° concedidas e por regi√£o.

  1. PRIVATIZAÇÃO DA LOTEX

Ap√≥s questionamentos sobre a privatiza√ß√£o da Lotex, a comiss√£o Caixa informou que foram abortadas as ofertas. Informaram ainda¬† que n√£o existe data no momento para oferta publica de a√ß√Ķes da Lotex, devendo a Caixa aguardar um novo momento do mercado que melhor atenda aos interesses da empresa.

  1. SAÚDE CAIXA /   PCMSO  /  NR 17 / RESOLUÇÃO CGPAR 23

A Comiss√£o dos empregados da Contec¬†manifestou grande insatisfa√ß√£o com o atendimento que vem sendo oferecido pelo programa de sa√ļde da Caixa.¬† Muitas reclama√ß√Ķes chegam aos sindicatos devido a dificuldade de contato com as √°reas respons√°veis, acesso aos canais de atendimento, dificuldade de credenciados e os descredenciamentos, reclama√ß√Ķes de credenciados no que se refere aos pagamentos e resolu√ß√£o de problemas os PCMSOs de forma abreviada.¬†Pediu que a Caixa possa repassar orienta√ß√Ķes √†s unidades no sentido de promover momentos de relaxamento e exerc√≠cio espec√≠ficos quanto √†s atividades desenvolvidas previstos na NR 17.

A Comiss√£o Caixa¬†informou que algumas quest√Ķes da CGPAR j√° foram implementadas e liberou recursos para a Caixa, que a paridade contributiva a partir de 2021 ainda est√° em estudo, individualiza√ß√£o de mensalidade por faixa e renda. Limita√ß√£o da inscri√ß√£o de dependente.

  1. METAS

A Comiss√£o dos empregados Contec informou que as cobran√ßas excessivas chega apreens√£o, assedio sobre os demais colegas, por reclama√ß√£o dos clientes que resultam at√© mesmo em perdas nos resultados.¬† Os tempos de espera nos atendimentos inibem que sejam alcan√ßados outros objetivos. A falta de incentivos financeiros com designa√ß√£o de fun√ß√Ķes tamb√©m dificultam alcance de metas e seus objetivos.

  1. AVALIAÇÃO

Consideramos uma reunião de mesa permanente onde foi possível discutir a apresentar propostas.

Diretoria Executiva da CONTEC

Veja Também

Sugest√£o

Reforma trabalhista abriu flanco para demiss√Ķes em massa nas universidades particulares

Orlando Silva (ao centro): ‚ÄúAs demiss√Ķes em massa constituem atentado vigoroso aos direito…