Home Contec Online Reunião do Comitê de Relações Trabalhistas Santander/CONTEC

Reunião do Comitê de Relações Trabalhistas Santander/CONTEC

0
3,099

Nesta quarta-feira (30/01), às 11 h, antecedendo a reunião do Comitê de Relações Trabalhistas do Santander / CONTEC, o Banco fez a apresentação do novo modelo de agência de negócios que pretende adotar, onde predomina o caráter mais  informal e o intenso uso dos mais modernos instrumentos da informática (internet, whatsapp, aplicativos, etc…). O argumento para as mudanças é a necessidade de otimizar o atendimento aos clientes com rapidez e eficiência, com o abandono da maneira formal tradicionalmente usada pelo sistema financeiro no Brasil. O modelo já funciona no Chile e na Argentina.

Durante a reunião do Comitê de Relações Trabalhistas – CR, propriamente dita, o Banco informou que para atingir o objetivo da mudança pretendida (implantação do novo modelo de agência / atendimento, com o Cargo Único), irá concentrar na função de Gerente de Negócios as seguintes funções:  Caixa, Agente Comercial, Assistente de Atendimento, Coordenador e Gerente Especial.

O número dos exercentes das funções incorporadas estão por volta de 13 mil bancários. O Santander afiançou que não haverá aumento nas remunerações, as jornadas continuarão sendo de 6 e 8 horas, respectivamente, com a obrigatoriedade de todos  serem portadores de CPA 10.

O banco garantiu ainda que não haverá demissões e sim contratações de novos bancários, que hoje estão em torno de 150 a 200 novas contratações ao mês.

Os dirigentes sindicais bancários externaram a preocupação com o novo modelo de agência/atendimento a ser implantado nos próximos meses, tendo em vista antigas experiências como  a da implantação do Caixa Executivo CAIEX, no século passado,  mediante a concentração de quase 10 (dez) funções em um único bancário (a), sem aumento salarial relevante e com o empregador se apropriando cada vez dos benefícios da mão-de-obra do trabalhador.

O Banco assegurou que não haverá superposição de tarefas ou funções e que estará sempre à disposição do movimento sindical para o diálogo e a correção dos erros que ocorrerem.

E ao movimento sindical toca a responsabilidade de analisar todos os fatos decorrentes da nova metodologia a ser adotada pelo Banco e não permitir nenhuma injustiça, com a busca de solução para os problemas.  

A reunião foi realizada em uma das agências do Santander, na Avenida Paulista, 2064, em São Paulo – Capital.

Veja Também

Sugestão

Cassi afirma que nenhuma proposta de mudança do custeio alterou a contribuição patronal de 4,5%

Nesta quinta-feira (15), a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi…