Início » BANCO DO BRASIL: Trabalho em Home Office – Grupo de Risco

BANCO DO BRASIL: Trabalho em Home Office – Grupo de Risco

postado Assessoria Renata
210 visualizações

Em reunião realizada na tarde desta sexta-feira (04/03), os negociadores do BB debateram com a Comissão Nacional de Negociação da CONTEC questões relativas ao Trabalho em Home Office realizados pelos funcionários integrantes do Grupo de Risco.

Os dirigentes sindicais registraram as reivindicações dos funcionários a respeito da questão, pedindo:

a) a implementação das medidas anunciadas no último dia 25/02 para todos os funcionários, inclusive aqueles lotados nas bases dos Sindicatos que ajuizaram ações envolvendo a matéria, observado os limites das decisões judiciais prolatadas;
b) que o BB faculte o retorno dos funcionários que desejarem voltar ao trabalho presencial;
c) o abono das horas negativas acumuladas durante o período de pandemia;
d) a atualização dos valores e ajustes do ACT de teletrabalho firmado; e,
e) cobraram mais rigor nas medidas de segurança relacionadas à pandemia.

Os representantes do BB destacaram que, tendo em vista as ponderações dos dirigentes e convencimento da direção da empresa, os funcionários que compõem o grupo de risco podem trabalhar em home office, conforme comunicado do banco aos gestores em 25/02/2022.

No que se refere à faculdade de retorno dos funcionários ao trabalho presencial nas bases dos Sindicatos que ajuizaram ações envolvendo a matéria, os representantes do BB alegam que o banco necessita cumprir as determinações judiciais, mas aventa a possibilidade de conversar buscando solução negociada em cada processo, destacando que, no caso das gestantes, o trabalho em home office decorre de imposição legal.

Quanto ao pedido de abono das horas negativas acumuladas durante o período de pandemia, os representantes do BB informaram que a questão depende de levantamentos e que o assunto será estudado pela direção da empresa. Os representantes do BB registraram ainda que estamos no período de acumulação das horas negativas e que vislumbram possibilidade de ajustes sobre o saldo.

A respeito do nosso pedido de atualização dos valores e ajustes do ACT de teletrabalho, os representantes do BB aventam a possibilidade de debate pela direção da empresa, com vistas à implementação do teletrabalho institucional.

Respondendo a cobrança de maior rigor nas medidas de segurança relativas à pandemia, os representantes do BB informaram que a empresa continua atenta à observância das medidas de segurança, havendo inclusive disponibilizado 5 (cinco) máscaras PFF2 para cada funcionários, encaminhadas para as unidades através do SESMT.

Representaram a Contec o Coordenador da Comissão, Gilberto Antonio Vieira e os seguintes dirigentes: Carlos Souza, Dejair Besson (FEEB-SP/MS), Florival Cardoso de Menenezes, Ricardo, José Manuel, Martin e Dirceia (FEEB-MG/GO/TO/DF), João Haroldo Ruiz Martins, AntonioRibas Maciel Júnior e Carlos Kravicz (FEEB-PR), Luiz Francisco Cardoso, João Barbosa e Michael da Silva (FEEB-SC), Ivanilson Batista Luz, Crispim Batista Filho, Edson Gallo e Ruy Ferreira Ramos (FEEB GO/TO), Valderlan Galindo Ramos (FEEB-AL/PE/RN), Elsie de Andrade Farias (FEEB NN) e Arimarcel Padilha (FEEB PB).

O Banco do Brasil foi representado por sua gerente executiva, Karine Etchepare Wernz, seu Gerente de Soluções Paulo César Neto e a Assessora Eliana David Leão.

Diretoria Executiva da CONTEC

 

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas