Início » Banco do Brasil libera mais de R$ 2 bilhões a empresas dirigidas por mulheres

Banco do Brasil libera mais de R$ 2 bilhões a empresas dirigidas por mulheres

postado Assessoria Igor

Banco tem apoiado iniciativas destinadas ao público feminino, como a campanha Agosto Lilás, pelo fim da violência doméstica

Banco do Brasil liberou, até a última sexta-feira, 29, mais de R$ 5 bilhões por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Deste total, de acordo com o banco, mais de R$ 2 bilhões foram liberados para quase 20 mil empresas dirigidas por mulheres. A nova rodada do Pronampe se iniciou na última segunda, 25.

O banco tem apoiado iniciativas destinadas ao público feminino, como a campanha Agosto Lilás, pelo fim da violência doméstica, que começa nesta segunda-feira, 1º, e que é promovida em parceria com a Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A partir desta segunda, 1, com o Agosto Lilás, as agências do BB passam a servir também como ponto de apoio e acolhimento a mulheres vítimas de violência doméstica. “Há pouco mais de um ano, o Banco do Brasil assinou o termo de adesão à campanha contra a violência doméstica, idealizada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ)”, afirma em nota o presidente do banco, Fausto Ribeiro.

Segundo ele, mais de 30 mil funcionários estão capacitados para atuar no acolhimento em casos do tipo. “Quando se fala em feminicídio e violência doméstica, todos perdem. E o BB é um parceiro de toda a sociedade para um basta a esse tipo de situação”, complementa.

O executivo destaca ainda o apoio financeiro para a autonomia das mulheres. O BB tem projetos como o BB para Elas, com foco em questões como o empreendedorismo, e que também participa do Circuito Agro, iniciativa itinerante da instituição destinada ao público agro.

“Além de todo o apoio creditício e em soluções bancárias, o Banco do Brasil tem intensificado sua estratégia de forma a atuar na transversalidade de todas as ações negociais e mercadológicas, ou seja, uma completa estratégia de incentivo e fomento ao empreendedorismo feminino, englobando de forma integral a jornada empreendedora”, afirma Ribeiro.

Fonte: Estadao

www.contec.org.br

image_pdfimage_print

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas