Início » Bancos têm maior ganho de valor na bolsa em agosto

Bancos têm maior ganho de valor na bolsa em agosto

postado Assessoria Igor

Itaú Unibanco foi a empresa que mais ganhou valor de mercado no mês, enquanto Vale foi a que mais perdeu

Os bancos com ações na bolsa de valores foram as empresas com maior ganho de valor de mercado no mês de agosto, enquanto as mineradoras registraram a maior perda, de acordo com um levantamento da plataforma TradeMap.

O levantamento aponta que o setor de bancos teve ganho de R$ 76.749 milhões considerando a cotação das ações no início de agosto e o valor no fim do mês. Já as mineradoras tiveram uma queda de R$ 22.342 milhões.

Os dois desempenhos foram equivalentes ao triplo das variações dos setores que tiveram o segundo maior ganho e perda de valor de mercado, respectivamente o de comércio (R$ 21.953 milhões) e o de madeira e papel (R$ 6.876 milhões negativos).

Na divisão por empresas, quatro dos cinco maiores ganhos de valor de mercado foram de bancos. O Itaú Unibanco encabeça a lista, com alta de R$ 20 milhões, seguido pelo BTG Pactual (R$ 17.8 milhões), Banco do Brasil (R$ 16.3 milhões), Bradesco (R$ 15.4 milhões) e Magazine Luiza (R$ 11.2 milhões).

Considerando os dez maiores ganhos, integram a lista ainda as empresas Hapvida, Ambev, Caixa Seguridade, Rumo S.A. e Grupo Mateus.

Já a maior perda de valor de mercado foi da Vale, de R$ 24.1 milhões. A mineradora é seguida pela Telefônica Brasil (-R$ 5.7 milhões), Suzano (-R$ 5.3 milhões), JBS (-R$ 5.2 milhões) e Petrobras (-R$ 3.5 milhões). Também entre as dez maiores quedas estão a Engie, Braskem, TIM, MRS Logística e Grupo Natura.

Ao todo, as 342 empresas com ações na B3 totalizaram um ganho de valor de mercado de R$ 166,183 milhões. Dos 34 setores da bolsa, oito tiveram recuo de valor de mercado.

Os ganhos refletem um mês positivo para a bolsa brasileira, beneficiada por um fluxo de entrada de capitais e com uma valorização de mais de 6%, descolando do desempenho dos principais mercados estrangeiros. O fluxo foi apoiado em elementos como ativos descontados, uma economia mais forte que o esperado e a expectativa do fim do ciclo de alta de juros no Brasil.

Fonte: CNN

www.contec.org.br

image_pdfimage_print

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas