Início » Brasileiros querem convenção internacional para trabalhadores em aplicativo

Brasileiros querem convenção internacional para trabalhadores em aplicativo

postado Assessoria Renata
24 visualizações

A delegação de trabalhadores brasileiros que participam do 110ª Convenção Internacional do Trabalho vai propor a criação de uma convenção internacional para assegurar o direito de trabalhadores em aplicativos. A ideia será levada à reunião anual da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a partir do final desta semana.

A convenção teria como objetivo garantir direitos aos trabalhadores das plataformas digitais como Uber. Isso envolveria tanto aqueles que prestam serviços, como motoristas, quanto os funcionários da área de tecnologia desses grupos.

O projeto é de Antônio Neto, presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros e que, neste ano, chefia a delegação dos trabalhadores do país na conferência da OIT, em Genebra. Ele também é presidente do Sindicato dos Profissionais em Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo. Ele levará a sugestão ao diretor-geral da entidade, Guy Ryder, e vai debater com entidades de outros países.

Para ele, não se pode aceitar mais que trabalhos sejam transformados em “commodities”. No Brasil, o líder sindical estima que existam 1,5 milhão de trabalhadores em aplicativos.

Neto alerta que esse segmento conta com contratos sem descanso remunerado, sem proteção previdenciária, sem garantia de renda e com jornadas de trabalho de até 18 horas diárias, 7 dias por semana. Isso, segundo ele, para receber aproximadamente de 10 centavos de dólar por hora. “Há uma falsa ideia de que são empreendedores”, disse. Um dos caminhos proposto pelos sindicatos brasileiros é de que a nova convenção Internacional seja elaborada nos moldes do que foi realizada para os trabalhadores marítimos.

Fonte: Telegraph

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas