Início » HDI compra operações da Liberty Seguros na América Latina por R$ 7 bilhões

HDI compra operações da Liberty Seguros na América Latina por R$ 7 bilhões

postado Assessoria Igor

A HDI Seguros, por meio de sua controladora Talanx Group, anunciou neste sábado (27) a assinatura de acordo de compra das operações da Liberty Seguros na América Latina, que engloba as atividades do Brasil, do Chile, da Colômbia e do Equador. O valor da transação gira em torno de 1,3 bilhão de euros (R$ 6,97 bilhões).

A negociação envolve toda a operação do grupo Liberty nestes países, além da empresa de assistência Fácil Assist e da marca de seguros Aliro.

Com a transação, a HDI incrementa seus negócios em cerca de 45% na América Latina e deve aumentar seu prêmio bruto em aproximadamente 1,7 bilhão de euros (R$ 9,1 bilhões).

Segundo Eduardo Dal Ri, CEO da HDI Seguros, uma das principais motivações para a aquisição foi o ganho de escala trazido com as operações da Liberty na América Latina.

“A gente fica maior [com a aquisição], e em seguros escala é vital”, afirmou Dal Ri à Folha.

A compra deve agregar cerca de 3 milhões de clientes à base da HDI, que também soma cerca de 3 milhões de clientes. Além disso, serão 25 mil novos corretores oriundos da Liberty, que se juntarão aos 23 mil da HDI.

“Compramos uma companhia do mesmo tamanho da gente”, disse o executivo, acrescentando que a base de dados a ser agregada vai contribuir para aumentar a eficiência na hora de fazer a precificação dos riscos das operações de seguros. “Com uma base de dados maior, conseguimos uma sinistralidade menor”, afirmou.

Com aproximadamente 1.300 colaboradores, a HDI gerou prêmio bruto de cerca de R$ 4,5 bilhões no Brasil em 2022. Após a aquisição da Liberty e das linhas de negócios de varejo da Sompo Seguros, em junho de 2022, a empresa atinge a segunda colocação no ranking das maiores seguradoras do país, com prêmio emitido estimado em 13,3 bilhões. A liderança do mercado é da Porto Seguro, com prêmio emitido de R$ 22,5 bilhões no ano passado.

Dal Ri disse também que, em um primeiro momento, as operações seguirão com as duas marcas separadas. “Não temos a vaidade de trabalhar uma marca só.”

O CEO da HDI afirmou que a empresa segue atenta às oportunidades de mercado, mas que, no momento, o foco principal é trabalhar a integração das operações da Liberty.

“A aquisição se encaixa perfeitamente em nossa estratégia de alcançar posições de liderança em nossos principais mercados por meio de crescimento orgânico e inorgânico”, afirmou Torsten Leue, presidente do conselho de administração do Talanx, em nota.

Juntamente com a Europa, a América Latina é uma das principais regiões no setor de varejo da HDI.

Leue disse que a aquisição deve gerar um impacto positivo para o lucro e a rentabilidade da operação no primeiro ano após o fechamento do acordo, esperado para o primeiro semestre de 2024.

“Em um mundo que está mudando rapidamente, o foco operacional aprimorado em nossos canais, produtos e mercados está se tornando cada vez mais importante para o sucesso no longo prazo”, afirmou Tim Sweeney, presidente e diretor executivo da Liberty Mutual Insurance.

Até a conclusão da transação, sujeita às aprovações regulatórias do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e da Susep (Superintendência de Seguros Privados), a HDI e a Liberty continuarão o seu trabalho sem mudanças nas ofertas de produtos e serviços.

As relações comerciais também seguem inalteradas e a administração das seguradoras continua de maneira independente.

O CEO da HDI disse ainda que espera que 2023 seja um ano de recuperação para o setor, que sofreu nos últimos anos com o aumento da inflação médica. “É um ano de muita oportunidade, porque percebemos mais gente querendo seguros para suas famílias.”

Fonte: Folha de S. Paulo

www.contec.org.br

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas