Início » Imposto de Renda tem recorde de declarações pré-preenchidas a poucos dias do fim do prazo

Imposto de Renda tem recorde de declarações pré-preenchidas a poucos dias do fim do prazo

postado Assessoria Igor

O envio da declaração pré-preenchida do Imposto de Renda 2024bateu recorde a poucos dias do fim do prazo para prestar contas ao fisco. Neste ano, mais de 10 milhões de brasileiros utilizaram o modelo, superando os 9,9 milhões de todo o período de 2023

Segundo os dados da Receita, 25,2 milhões de contribuintes entregaram a declaração até as 9h desta quarta-feira (15), sendo que 40,3% recorreram à pré-preenchida, o que corresponde a 10,17 milhões.

A Receita espera receber, neste ano, 43 milhões de declarações do IR.

O uso da declaração pré-preenchida vem aumentando desde 2021, quando ela foi testada pela primeira vez. Na ocasião, 583,9 mil contribuintes usaram o recurso, representando 1,5% do total. A marca subiu para 3 milhões em 2022, alcançando 7,6% das declarações.

A pré-preenchida já traz os dados que são remetidos à Receita por empresas, bancos, hospitais, médicos, dentistas, clínicas, cartórios de imóveis, financeiras, exchanges e órgãos do governo como o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social), facilitando a prestação de contas pelo contribuinte.

Porém, o contribuinte precisa checar se todos os dados informados estão corretos. A própria Receita afirma que a responsabilidade cabe a quem declara, já que ela não verifica as informações quando recebe os dados e direciona para o programa da declaração.

“(A Receita Federal) pega as informações que soube daquele contribuinte e mostra para ele. Olha, contribuinte, aqui estão as informações que falaram de você. Se estão certas, se estão erradas, nós não estamos fazendo filtros, nós estamos repassando aquilo que nos passaram”, afirma José Carlos Fonseca, superintendente nacional do IR.

“A responsabilidade pelas informações na entrega da declaração é do contribuinte”, complementa.

Para ter acesso ao modelo, o contribuinte deve ter conta Gov.br ouro ou prata. Quem tiver o nível bronze terá de aumentar a confiabilidade da conta. A mudança, de acordo com a Receita Federal, foi necessária para garantir a segurança das informações transmitidas durante o preenchimento.

Fonte: Folha de S. Paulo

www.contec.org.br

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas