Início » CAMPANHA SALARIAL: NEGOCIAÇÕES COM A CAIXA EM 09 DE AGOSTO

CAMPANHA SALARIAL: NEGOCIAÇÕES COM A CAIXA EM 09 DE AGOSTO

postado Assessoria Igor
Ocorreu mais uma rodada de negociações de forma virtual junto a Caixa Federal para tratar da Campanha Salarial 2022/2024, com a presença de várias representações da Caixa, sob a Coordenação da Janaína Bosa Daniel por parte da Caixa e Coordenando a Mesa da Contec, Carlos Roberto Rodrigues – Carlão.
O assunto discutido em mesa entre as partes foi o Teletrabalho e o trabalho remoto. Para a comissão Contec, representada pelas entidades sindicais, mesmo reconhecendo que esta atividade de trabalho já é uma realidade em vários segmentos e já iniciada no meio bancário, tem se mostrado preocupante o tratamento dado pela CAIXA à modalidade e também as possíveis consequências da modalidade.
No entanto, foi apresentado na Mesa todos os cuidados que merece esta atividade decorrente da vida e situação de cada empregado, seja na ergonometria, na forma social como este processo tem se desenvolvido, convidativo e importante para alguns. Assim, uma das primeiras questões a ser levantada foi que nada neste sentido fosse imposto pelos Gestores das Unidades e Superintendências, sendo uma livre opção do empregado com a aquiescência da Caixa.
Todavia, mesmo assim, se faz necessário um acompanhamento mais eficaz junto a este público no tocante a sua saúde física, emocional e mental, a partir de vários depoimentos de ocorrências detectadas nesta nova forma de trabalho.
Para a Caixa a preocupação dos empregados e entidades é reconhecida e trará muitos avanços nas avaliações da empresa quanto ao teletrabalho, informando que alguns segmentos, seja da área de engenharia, arquitetura, jurídico e auditoria vem evoluindo com a participação junto a carreira destes profissionais, inclusive quanto a forma de controle de jornada.
A AudiCAIXA defendeu a implantação do trabalho remoto como modelo de trabalho padrão na Auditoria Interna, solicitando que a CAIXA com a máxima velocidade viabilizasse a adoção do modelo, garantindo segurança jurídica na relação de trabalho e respeitando o interesse e as reais necessidades de cada auditor.
Outro ponto importante apresentado pelas entidades, foi para que houvesse a possibilidade do trabalho remoto de forma hibrida, ou seja, um período em casa, outro na unidade, para aqueles empregados que assim o desejarem, de modo a permitir o convívio presencial entre os empregados.
A Comissão Contec também solicitou à Caixa que há urgência no desenvolvimento e aperfeiçoamento dos aplicativos e sistemas, de forma a oferecer melhores ferramentas de trabalho para os empregados e clientes, inclusive na atualização do parque de equipamentos.
Porém, alguns aspectos importantes foram abordados pelos integrantes das carreiras profissionais das áreas jurídica e de engenharia, tais como:
– que a Caixa tenha se aproveitado desta situação para desfazer de vários prédios, especialmente nas capitais, e quando da necessidade do trabalho presencial, foram alocados em unidades que deixaram de ter as condições salutares de trabalho, seja por equipamentos, ambientes inadequados e locais distantes, o que faz com que os trabalhos fiquem prejudicados, bem como a qualidade de vida destes empregados. Neste aspecto houve crítica ao enxugamento das estruturas físicas, sejam imóveis, sejam equipamentos ou espaço disponível. Esta realidade também foi detectada em agências, quando do retorno do empregado.
A representação sindical dos empregados Caixa/Contec também, como de outras vezes, pediu que haja o controle da jornada de trabalho nesta modalidade e que independente de ser aprovada ou não a nova Normativa que ainda está em avaliação, a empresa tenha o máximo de cautela quanto a implantação de normas e regras, de forma a não sufocar as relações de trabalho e gerar prejuízos e insatisfação para ambos os lados, e também com o tratamento a ser dado aos PCDs e empregados com maior quantidade de filhos.
Segundo os representantes da Caixa, esta modalidade tem sido cuidadosamente acompanhada e implantada dentro das perspectivas da empresa, porém com o aceite do empregado, sem imposições, escutando as entidades sindicais, e um constante feedback dos gestores com esses empregados, já utilizando de ferramentas próprias para acompanhamento e atento em todos os aspectos do teletrabalho.
Foi solicitado à Caixa para a próxima reunião maiores esclarecimentos com relação a CGPAR 42 que visa retirar direitos dos trabalhadores das estatais, bem como sobre a CGPAR 36 que versa sobre Plano de Saúde.
Ao final, ficou agendada a próxima reunião para o dia 12 de agosto com o tema Quebra de Caixa, onde contamos com as sugestões dos empregados para uma melhor discussão.

COMISSÃO DE NEGOCIAÇÃO CAIXA – CONTEC

image_pdfimage_print

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas