Início » Conheça as propostas de Anna Cláudia Vasconcellos, apoiada pela CONTEC para Diretoria de Administração e Controladoria da FUNCEF

Conheça as propostas de Anna Cláudia Vasconcellos, apoiada pela CONTEC para Diretoria de Administração e Controladoria da FUNCEF

postado Assessoria Tiago
78 visualizações

Saiba mais sobre a candidata apoiada pela Contec no site: funcefcomfuturo

Anna Claudia de Vasconcellos participa da FUNCEF desde 2003, ano de sua contratação pela CAIXA e do ingresso na Associação Nacional dos Advogados da Caixa Econômica Federal (Advocef). A aptidão para trabalhar em prol das pautas de interesse dos empregados levou a advogada a integrar a Mesa de Negociação Permanente da CONTEC, em 2008, como diretora de negociação coletiva da associação.

Motivada pelo dever de atuar na defesa de direitos, que é próprio de seu ofício, participou da liderança do movimento grevista, em 2009, uma paralisação histórica e vitoriosa, que durou 52 dias. O trabalho no movimento associativo não parou por aí!

Em 2018, Anna Claudia de Vasconcellos foi eleita a primeira mulher presidente da Advocef, cargo que ocupará até 21 de abril deste ano. Foram dois biênios seguidos à frente da associação! Durante esse tempo, ela tem acompanhado de perto os problemas da FUNCEF, as dificuldades e a perda de credibilidade. Como dirigente associativa, participa ativamente, junto às demais entidades, de diversas ações em defesa dos Participantes e Assistidos. Candidata à Diretoria de Administração e Controladoria da Fundação, ela conta com o voto de cada um para enfrentar o desafio de todos: modernizar a gestão e construir uma FUNCEF com Futuro! PROPOSTAS: 1- Dar transparência à contratação de todos os empregados da FUNCEF, estabelecendo critérios objetivos, com foco na formação técnica e experiência profissional, para que se mantenha um quadro funcional qualificado a colaborar com o cumprimento das metas da Fundação.
2- Manter e fortalecer os canais de comunicação com as entidades representativas de Participantes e Assistidos, de forma que os assuntos mais relevantes da Fundação possam ser discutidos e acompanhados por todos, dentro dos limites estabelecidos pela lei.
3- Propor a prestação pública das metas e resultados da gestão das Diretorias, a fim de permitir que todos os Participante e Assistidos acompanhem e fiscalizem a atuação das áreas que gerem a FUNCEF.
4- Gestão Administrativa
Aumentar a presença de empregados cedidos da CAIXA, que além de comprovada qualificação técnica, como Participantes, têm interesse direto na boa gestão dos recursos da FUNCEF.
5- Fortalecer e desenvolver soluções tecnológicas para melhorar a eficiência da gestão administrativa, de forma a gerar excedentes, que reverterão em benefício dos planos de previdência de Participantes e Assistidos.
6- Propor a revisão e ampliação dos prazos de pagamento dos financiamentos contratados pelos Assistidos que estejam em situação de superendividamento, agravado pelo equacionamento.
7- Tecnicidade e Capacidade Decisória
Não permitir que nenhum assunto da FUNCEF fique parado, sem resolução, em razão da falta de capacidade ou vontade decisória.
8- Atuar de forma propositiva e amparar toda a atuação e todos os votos em fundamentos técnicos robustos, perseguindo, sempre, o objetivo de alcançar o bem maior para os Participantes e Assistidos.
9- Atuar para agilizar o julgamento das CTA’s já finalizadas, tanto em respeito aos valores gastos pela FUNCEF na sua instauração e processamento, quanto em respeito aos envolvidos, que merecem uma definição dos fatos investigados.
10- Mapear e resolver todos os apontamentos realizados pela PREVIC na área de riscos e controles internos, de forma a dar à FUNCEF o necessário respaldo legal e prudencial na busca de soluções e investimentos para obtenção dos melhores resultados aos ativos dos Planos de Benefícios, com foco no combate ao equacionamento.
11- Propor o aumento da política de acordos judiciais da FUNCEF, mapeando as ações e estreitando o relacionamento com as entidades representativas de Participantes e Assistidos, de modo a dar mais agilidade e eficiência às negociações com as partes interessadas.
12- Propor a criação de uma política de acordo extrajudicial da FUNCEF, com foco na atuação preventiva da Fundação no tratamento das reivindicações de Participantes e Assistidos.
13- Acompanhar proativamente a política de investimentos dos ativos da FUNCEF, com objetivo de combater o déficit e o equacionamento.
14 – Promover mudanças que tornem os quadros da FUNCEF mais enxutos e eficientes.

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas