Início » Página do ‘Enem dos Concursos’ apresenta instabilidade na abertura de inscrições

Página do ‘Enem dos Concursos’ apresenta instabilidade na abertura de inscrições

postado Assessoria Igor

No primeiro dia de inscrições para o Concurso Púbico Nacional Unificado, batizado de “Enem dos Concursos”, o site da Fundação Cesgranrio, banca organizadora do certame, ficou fora do ar.

As inscrições começam nesta sexta (19) e permanecem abertas até 9 de fevereiro. O cadastramento era para ter sido liberado às 10h da manhã, mas, desde o fim da madrugada, o site apresenta instabilidade.

Folha tentou efetuar inscrição por volta das 10h15, mas sem sucesso. A página de cadastro, que exige a inserção de uma conta Gov.br, negava o acesso. Após inserir os dados e clicar em “login”, uma tela de carregamento se abria e, após longo tempo de espera, voltava à página inicial.

Nas redes sociais, candidatos relatavam o mesmo problema. “A inscrição do CNU já conta para a prova? Está impossível conseguir se inscrever nisso”, relatou um usuário do X (ex-Twitter).

Em nota, o MGI (Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos), responsável pelo CNU, disse que a instabilidade foi causada pela alta demanda.

“O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos acompanha de perto essa situação junto à banca organizadora e está mobilizando todos os instrumentos tecnológicos e de pessoal existentes para minimizar as oscilações. As dúvidas sobre o acesso à conta do gov.br, necessária para inscrição, podem ser solucionadas aqui.”

MAIS SOBRE O CERTAME

Serão 6.640 vagas de início imediato para 21 órgãos ligados ao governo federal, como IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), ministérios e ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar). Há oportunidades para engenheiro, psicólogo, economista, técnicos e outras funções, com salários iniciais de até R$ 22.900.

Para concorrer, o candidato deve informar o CPF. Também é preciso pagar uma taxa de inscrição: o valor é de R$ 60 para vagas de nível médio e de R$ 90 para nível superior.

O pagamento só poderá ser feito por meio de GRU (Guia de Recolhimento da União). Não serão aceitos outros métodos, como Pix ou cartão, e, se oferecidos por canais não oficiais, poderão representar uma tentativa de golpe.

Fonte: Folha de S. Paulo

www.contec.org.br

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas