Início » BB muda política de cartões de crédito e isenção de anuidade vai depender de gasto mínimo

BB muda política de cartões de crédito e isenção de anuidade vai depender de gasto mínimo

postado Assessoria Igor

Banco do Brasil reformulou a política de isenção de anuidade para os cartões de crédito que emite. A partir de agora, a anuidade é zerada a partir de determinado gasto pelo cliente naquela fatura específica. Os patamares que levam à isenção dependem da categoria do cartão.

No Ourocard Classic, o gasto mínimo por fatura é de R$ 2.500; no Gold/Elo Mais, é de R$ 3.000; no Platinum/Grafite, de R$ 6.000; e no Infinite/Nanquim/Black, de R$ 15.000 para os clientes dos segmentos varejo e Exclusivo, e de R$ 10.000 para os do Estilo — segmento de alta renda do varejo do BB.

Na categoria Premium, além do gasto mínimo, também é possível obter a isenção se o cliente mantém saldo a partir de R$ 250 mil em um ou mais investimentos custodiados pelo banco.

O BB agrupou os cartões por modalidade para que o cliente possa atingir o gasto mínimo em um ou mais cartões da mesma categoria, ou seja, inclusive os cartões adicionais. São elegíveis gastos em compras nacionais e internacionais na função crédito, feitas pelo titular e pelos adicionais. As compras parceladas entram na conta à medida que as parcelas são lançadas nas faturas.

Não são contabilizados gastos como pagamentos de títulos, parcela de anuidade, proteção ouro, saques, encargos financeiros, taxas e tarifas.

A mudança é parte de uma reformulação da grade de cartões do BB. Terceiro maior emissor de cartões do País, o banco quer simplificar a oferta para facilitar a implementação de inovações e novos benefícios. A isenção de anuidade é uma arma na competição com fintechs, que são fortes em cartões sem anuidade, mas que têm uma estrutura de benefícios em geral menor.

“Agora, todos os cartões Ourocard podem ter anuidade zerada caso os clientes tenham investimentos no BB ou usem nosso cartão, inclusive seus adicionais, de forma recorrente”, diz em nota o diretor de soluções em meios de pagamentos do banco, Pedro Bramont. “Dessa forma, nossos clientes vão ter o melhor dos mundos: um cartão completo e com anuidade que pode ser zerada com o uso.”

A nova política de isenção de anuidade não é válida para cartões que são isentos por definição, como o Ourocard Visa Fácil, ou para os que são emitidos via parcerias com empresas como Smiles e Dotz.

Parcelamento de compras à vista

O banco também lançou o chamado parcelamento de compras à vista, em que o cliente pode parcelar direto na fatura o pagamento de compras que fez com o Ourocard e que originalmente eram à vista. O parcelamento é válido para compras com valores a partir de R$ 100, pode ser feito em até 12 vezes e tem juros entre 1,99% e 3,49% ao mês.

Outros bancos, como Bradesco e Santander Brasil, têm funcionalidades similares. No caso do BB, o parcelamento pode ser feito antes do fechamento da fatura em que está a compra.

“Essa nova funcionalidade oferece ao cliente a oportunidade de parcelar suas compras, tanto nacionais quanto internacionais, com taxas mais atrativas”, diz Keka Ferrari, gerente executiva de soluções em meios de pagamento do banco. Ela afirma que muitos estabelecimentos não parcelam compras, ou oferecem descontos para pagamentos à vista.

Fonte: Estadão

www.contec.org.br

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas