Início » PIS/Pasep: R$ 400 milhões em abono salarial ainda não foram sacados; veja se pode receber

PIS/Pasep: R$ 400 milhões em abono salarial ainda não foram sacados; veja se pode receber

postado Assessoria Igor
15 visualizações

Quase 500 mil trabalhadores ainda não sacaram os mais de R$ 400 milhões do abono salarial do PIS/Pasep ano base 2020. Do total, 152.911 abonos salariais estão disponíveis para saque na Caixa, do Programa PIS, e outros 318.372 abonos salariais estão disponíveis para saque no Banco do Brasil, do Programa Pasep. Os dados são do Ministério do Trabalho e Previdência.

Recebe o abono o trabalhador inscrito no PIS/Pasep há, pelo menos, cinco anos, e que tenha trabalhado formalmente por, no mínimo, 30 dias no ano-base considerado para a apuração, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

O valor do abono salarial depende da quantidade de meses trabalhados com carteira assinada no ano base em questão. O valor mínimo é de R$ 101 e o máximo, equivalente a 12 meses de trabalho, é de um salário mínimo (R$ 1.212). O prazo para o saque do benefício termina em 29 de dezembro de 2022.

Quem ainda não sacou o abono, pode verificar a situação no aplicativo “Carteira de Trabalho Digital (CTPS Digital)” e/ou plataforma serviços no Portal Gov.br. A consulta das informações do Abono Salarial na Carteira de Trabalho Digital é feita nas abas “Benefícios” e “Abono Salarial” para verificar o valor, dia e banco de recebimento.

Não têm direito a receber o Abono Salarial o empregado doméstico; trabalhadores rurais empregados por pessoa física; trabalhadores urbanos empregados por pessoa física; e trabalhadores empregados por pessoa física, equiparada a jurídica.

Os trabalhadores que esqueceram de sacar o abono salarial PIS/Pasep ano-base de 2019 ou 2020 ainda podem solicitar o dinheiro presencialmente, por telefone, aplicativo Carteira de Trabalho Digital ou e-mail. O telefone é o 158 e o e-mail: trabalho.uf@economia.gov.br. As letras “uf” devem ser trocadas pela sigla do estado onde mora o trabalhador.

O pedido presencial deve ser feito em uma das unidades do Ministério do Trabalho e Previdência para envio do valor à Caixa Econômica Federal, no caso do Programa de Integração Social (PIS), ou ao Banco do Brasil, no caso do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

Fonte: Istoé

www.contec.org.br

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas