Início » Leilões de imóveis da Caixa e do Santander terminam nesta semana

Leilões de imóveis da Caixa e do Santander terminam nesta semana

postado Assessoria Igor

A Caixa Econômica Federal e o Santander encerram nesta semana o envio de propostas de seus leilões de imóveis, que contam com residências e terrenos. As unidades oferecidas estão disponíveis na maioria dos estados do Brasil.

A Caixa aceita lances até esta terça-feira (5), às 10h. Já o Santander encerra o envio de propostas até esta segunda-feira (4), às 14h.

Entre as ofertas estão casas, apartamentos, terrenos e espaços comerciais com lances iniciais entre R$ 10 mil e mais de R$ 1,7 milhão. A maioria dos imóveis residenciais está ocupada e é necessário que a pessoa que ganhar o leilão cuide de todo o processo de desocupação.

Há unidades na maioria dos estados, especialmente em Goiás, mas também há opções em São Paulo, na região da capital, do interior e do litoral.

Entre os imóveis localizados na capital paulista está um apartamento no Cambuci de 57 m², com dois quartos com lance inicial de R$ 150.658,80. No litoral, uma casa localizada em Santos (SP) com 58 m² de área privativa e dois banheiros está com valor inicial a partir de R$ 228.595,50.

Os imóveis estão distribuídos em todas as regiões do Brasil, sendo:

  • Norte: um imóvel no Amazonas, um no Mato Grosso e 15 no Pará
  • Nordeste: dois em Alagoas, oito na Bahia, sete no Ceará, um no Maranhão, quatro na Paraíba, sete em Pernambuco, um no Piauí e 12 no Rio Grande do Norte
  • Centro-Oeste: um no Distrito Federal, 51 em Goiás e dois em Mato Grosso do Sul
  • Sudeste: 41 em São Paulo, 39 no Rio de Janeiro, 30 em Minas Gerais e um no Espírito Santo
  • Sul: sete no Paraná, 37 no Rio Grande do Sul e cinco em Santa Catarina

De acordo com a Fidalgo Leilões, a maioria dos imóveis foi retomada devido à inadimplência no pagamento do financiamento e de taxas condominiais. Os leilões extrajudiciais são todos online e organizados pela empresa Fidalgo, que faz o intermédio entre o atual proprietário dos imóveis, no caso a Caixa, e os interessados.

LEILÃO DO SANTANDER TEM CASA E APARTAMENTOS NO LITORAL DE SÃO PAULO

São 167 imóveis residenciais e terrenos distribuídos em diversos estados. As ofertas de casas, apartamentos e terrenos têm lances iniciais entre R$ 10 mil e R$ 780 mil. O valor mínimo de acréscimo por lance varia de acordo com imóvel.

A lista com detalhes dos imóveis deste lote pode ser consultada neste link.

Entre as unidades de São Paulo está um apartamento na Liberdade de 61 m², com lance inicial de R$ 110 mil. Há também um apartamento de 143 m² na região do Morumbi, com quatro vagas na garagem e lance inicial de R$ 345 mil.

No litoral, há um apartamento em São Vicente (SP) com 71 m², a 15 minutos de caminhada da praia, com lance inicial de R$ 110 mil. Também há uma casa de 611 m² em Guarujá (SP), com duas salas, três varandas e uma piscina —o lance inicial é de R$ 560 mil.

POR QUE OS IMÓVEIS ESTÃO INDO A LEILÃO?

Boa parte foi retomada devido a dívidas relacionadas a IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), condomínio e financiamento.

Nesses casos, o banco é responsável pelo pagamento das despesas que recaem sobre o imóvel, desde que não estejam prescritas e sejam comprovadas até a data da assinatura do contrato, para situações de compra com financiamento, e do pagamento do valor total da compra, se a aquisição for feita à vista.

Nicolas Paiva, advogado do escritório Silveiro Advogados, afirma que aquisições feitas em leilões são seguras devido a procedimentos técnicos do processo.

“É um trâmite muito bem estabelecido legalmente, mas é importante que o interessado no imóvel analise bem para garantir que não terá contratempo, checar a matrícula para entender quais as dívidas que podem recair sobre ele, a origem do imóvel e outros precedentes que eventualmente não estejam no cálculo na hora de fazer o lance”, diz.

O prazo para pagamento dos débitos de responsabilidade do banco é de até 90 dias, contados a partir de finalizado o processo de aquisição via leilão. Para débitos cobrados judicialmente, o banco avalia se o pagamento cabe a ele e é responsável por quitar a dívida total em caso de condenação do imóvel.

É responsabilidade do arrematante solicitar a baixa dos débitos prescritos junto ao município, débitos vencidos há mais de cinco anos e fazer o levantamento de eventuais débitos incidentes sobre o imóvel.

São responsabilidade exclusiva do vencedor do leilão as despesas com:

  • ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis)
  • Laudêmio e resgate de aforamento, se for o caso
  • Contas de consumo pessoal, como água, energia e gás, independentemente se vinculado ao imóvel ou CPF/CNPJ do contratante
  • Despesas relacionadas à lavratura da escritura
  • Guias, declarações e documentos exigíveis, eventuais atualizações cadastrais e averbações em prefeitura
  • Cancelamento de eventuais ônus sobre o imóvel

Em situações em que o imóvel estiver ocupado, a desocupação é de responsabilidade de quem arrematar o negócio.

Ricardo Trotta, advogado especialista em direito imobiliário, afirma que, nesses casos, é importante que o interessado no imóvel visite o local e pesquise para saber se há alguém morando lá.

“Esse é o principal cuidado, se o imóvel está ocupado, se é um locatário ou o antigo dono do imóvel e o novo proprietário só pode reclamar a posse e a desocupação do imóvel após a finalização do processo do leilão.”

QUAIS SÃO AS OPÇÕES DE PAGAMENTO OFERECIDAS PELOS LEILÕES?

A depender do imóvel, podem ser por pagamento à vista (recursos próprios), recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) ou com financiamento. Nestes casos, o interessado deve procurar o banco antes do leilão para obter a aprovação da carta de crédito.

A comissão do leiloeiro corresponde a 5% do total da proposta vencedora e não faz parte do valor do lance ofertado.

Não é permitida a alteração do valor total da proposta de aquisição do imóvel ou fazer lances em que os recursos próprios do interessado sejam inferiores a 5% do valor da proposta realizada.

Fonte: Folha de S.Paulo

www.contec.org.br

 

Deixe um Comentário

Notícias Relacionadas